REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Pfizer para vacinar 12-15 anos tem luz-verde da União Europeia — Mas OMS apela à partilha com ’prioritários’ 30 Maio 2021

A EMA-Agência Europeia do Medicamento autorizou a vacina da Pfizer para os doze-quinze anos: "Temos dados que mostram a segurança da vacina" para esse grupo etário. A decisão histórica anunciada esta sexta-feira, 28, no entanto acontece duas semanas depois da primeira vacina a um rapaz de treze anos nos Estados Unidos (Foto).

Pfizer para vacinar 12-15 anos tem luz-verde da  União Europeia — Mas OMS apela  à partilha com ’prioritários’

"A Agência Europeia do Medicamento aprovou o uso da vacina da Pfizer-BioNTech chamada Comirnaty para adolescentes dos 12 aos 15 anos", anunciou Marco Caveleri, diretor da Estratégia para Ameaças à Saúde Biológica e Vacinas. "A vacina já estava autorizada a partir dos dezasseis anos e agora temos dados que mostram que é segura para o grupo dos doze aos quinze anos".

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, tuìtou: "Parabéns a @EMA_News que aprovou a vacina BioNTech-Pfizer vaccine para os 12-15 anos. Além de ser uma decisão dos governos, esta é sobretudo uma decisão que cabe aos pais tomar a favor dos filhos. Cada passo que damos juntos conduz-nos para mais perto do fim desta pandemia".

A autoridade europeia do medicamento avisa no entanto que — embora os benefícios da vacina superem os riscos — os cidadãos têm de estar cientes de que "o estudo incluiu um número limitado de crianças, o que não permite detetar os efeitos secundários mais raros".

Prioritários. Há duas semanas o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, deixou o apelo aos países que estão a vacinar crianças para que "priorizrem os países pobres, porque os mais novos têm maior resistência à doença do coronavírus.( OMS apela: "Deem vacinas a países pobres" mais prioritários que 12-15 anos, 16.mai.021).

O apelo aos países — esses que podem avançar para a vacinação do grupo etário dos 12-15 anos —, para que deem essas vacinas à Covax, tem em conta que a pandemia desta segunda vaga é "muito mais mortal" e que a organização solidária apenas obteve cinco por cento das vacinas de que necessita.

Tedros Adhanom Ghebreyesus ao fazer o apelo em Genebra enfatizou o facto de que "ao ritmo atual, a pandemia será muito mais mortal" que no primeiro ano. Disse "entender a preocupação dos países mais desenvolvidos de vacinar as crianças", mas que apela à sua solidariedade dado que a Covax — entidade criada para permitir um acesso mais igualitário à vacina anti-Covid — apenas obteve uma fração ínfima das vacinas de que necessita.


CEO da Pfizer e a visita a "Israel laboratório do mundo"

A visita a Israel de Albert Bourla — na foto, por ocasião da visita do presidente Joe Biden em fevereiro à fábrica da Pfizer em Detroit, Michigan — foi cancelada duas vezes. A primeira, porque o CEO da farmacêutica não estaria vacinado; na verdade aguardava receber a segunda dose do imunizante anti-Covid. O encontro com decisores em Israel no mês eleitoral (23-3) foi reagendado "para evitar aproveitamento eleitoral".

"Continuamos interessados em visitar Israel", afirmou em comunicado o porta-voz da Pfizer em 5 de março, ao anunciar o novo reagendamento da visita para fins de maio.

Em fins de fevereiro, o responsável da farmacêutica esteve no foco mediático por afirmar que "Israel é o laboratório do mundo". O americano Bourla, nascido na Grécia em 1961 numa família judaico-tessalónica, referia-se ao facto de a vacina Pfizer ter já imunizado a quase totalidade da população de Israel com idade acima dos 50 anos.

— 

Fontes: Euronews/JP-Jerusalm Post/ CBS /Haaretz/AP Fotos (Getty):O presidente e CEO da Pfizer, Albert Bourla, apresenta o presidente Joe Biden, na visita em fevereiro à fábrica da Pfizer (em Detroit) que produz a vacina anti-Covid. O primeiro vacinado do grupo dos mais novos — não prioritário, lembra a OMS — é um rapaz dos Estados Unidos de 13 anos.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project