ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente da República defende discriminação positiva para a ilha Brava 14 Dezembro 2022

O Presidente da República defendeu hoje uma discriminação positiva para a ilha Brava, afirmando que o Estado deve conseguir mobilizar mais recursos para além da dimensão física e populacional no sentido de apoiar o desenvolvimento da ilha.

Presidente da República defende discriminação positiva para a ilha Brava

José Maria Neves fez estas declarações no final da manhã aos jornalistas na ilha Brava, onde se encontra em visita oficial.

“Por exemplo a questão dos transportes, onde há iniciativas privadas e onde o Estado pode apoiar na mobilização de recursos e na criação de condições para a aquisição de equipamentos e para que a Brava tenha melhores condições de transportes, designadamente, a ligação entre Brava e Fogo”, defendeu.

Entretanto, nas suas afirmações, o Chefe de Estado começou por reconhecer que a Brava tem assistido uma evolução positiva, com mais infra-estruturas, como o porto, vias de comunicação, liceus, escolas e mesmo o centro de saúde que, conforme disse, está melhor equipado, tendo neste momento três médicos e treze enfermeiros.

“O grande problema da ilha Brava tem a ver com os transportes. Eu mesmo tentei vir aqui várias vezes e não consegui. Uma das vezes vim até a ilha do Fogo e não consegui chegar à Brava, portanto há constrangimentos sérios no que e refere à regularidade e a sustentabilidade do sistema de transportes para a ilha Brava”, ressaltou.

Por isso, entende o mais alto Magistrado da Nação ser “fundamental” que se encontre, neste momento, uma solução “mais durável” que permita o desenvolvimento do turismo, da agro-indústria e leve à criação de condições para haver mais oportunidades de emprego e mais crescimento inclusivo da ilha.

“Outras questões que têm a ver com infra-estruturas e equipamentos sociais, designadamente, a água, a electricidade são questões que devem também merecer um olhar atento das autoridades locais e nacionais e temos toda a problemática das evacuações”, continuou.

Em relação às evacuações médicas, José Maria Neves reconheceu igualmente que se trata de um problema nacional, pelo que defendeu o equacionamento, de forma definitiva, de um sistema de evacuações que permita rapidamente em todas as ilhas que as pessoas tenham acesso aos serviços centrais que permitam o melhor tratamento das pessoas.

“É claro que a ilha Brava é uma pequena ilha, mas é uma ilha, do meu ponto de vista, tem dado um enorme contributo para o desenvolvimento de Cabo Verde. O desenvolvimento cultural para o vigor intelectual do País e também tem uma riquíssima diáspora que contribui para o desenvolvimento global do nosso País e contribui também para a projecção de Cabo Verde no mundo, particularmente nos Estados Unidos da América”, completou. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project