ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Jornadas de Bruxelas: Presidente da República reafirma importância do aprofundamento das relações económico-comerciais entre Cabo Verde e União Europeia 21 Junho 2022

O Presidente da República, que participa nas jornadas Europeias de Desenvolvimento em Bruxelas, a convite da Presidente da Comissão da União Europeia Ursula von der Leyen, reafirmou a importância do aprofundamento das relações económico-comerciais entre Cabo Verde e União Europeia. Além de apelar ao melhor aproveitamento dos recursos naturais da África pela Europa, José Maria Neves defendeu o comprometimento de Cabo Verde com a promoção e defesa da paz, do Estado de Direito, da legalidade internacional e dos Direitos Humanos, apostando no multilateralismo e na busca de soluções negociadas para as questões globais e os diferendos.

 Jornadas de Bruxelas: Presidente da República reafirma importância do aprofundamento das relações económico-comerciais entre Cabo Verde e União Europeia

O chefe de Estado defendeu que essas relações serão com foco no pilar da convergência técnica e normativa e a dinamização de ações nas áreas da economia azul, economia verde, digitalização, crescimento inclusivo e emprego, saúde e investigação, afirmando que "sempre é possível inovar quando existe vontade política e confiança entre as partes».

Ao mostrar o seu profundo interesse em participar ativamente na iniciativa relativa ao estabelecimento de parcerias diferenciadas da União Europeia com os países de rendimento médio, Neves realçou a importância que a iniciativa terá para Cabo Verde no quadro desta nova abordagem desenvolvimentista.
O Chefe de Estado, que foi convidado a intervir na abertura do encontro, que acontece hoje e amanhã, falou sobre questões relacionadas com o desenvolvimento em África e os Pequenos Estados Insulares.

Paz e aproveitamento das potencialidades da África

No seu discurso, defendeu o comprometimento de Cabo Verde com a promoção e defesa da paz, do Estado de Direito, da legalidade internacional e dos Direitos Humanos, que aposta no multilateralismo e na busca de soluções negociadas para as questões globais e os diferendos, realçando que, é a parte integrante de um continente que, ainda, não é um ator relevante na arena internacional, e que tem que acelerar o passo e romper com as amarras e os constrangimentos existentes, que limitam o seu processo de desenvolvimento, para poder desempenhar um papel mais importante nesta nova ordem mundial em formação.
O Presidente da República de Cabo Verde defendeu ainda que a África dispõe de recursos abundantes e que o continente tem instrumentos de ação, nomeadamente, a Agenda 2063, que segundo o mesmo, tem de ser cumprida, apesar da fragilidade das suas instituições e da diversidade e da complexidade dos contextos, se quiser afirmar-se como parceiro forte e credível da União Europeia e de outros espaços geopolíticos.
Enfatizou que Cabo Verde coloca as pessoas no centro de todas as suas preocupações e que é um país de instituições sólidas, credíveis e alicerçadas na boa governança, na transparência, e que visa o crescimento inclusivo e ambientalmente sustentável.

Covid-19 e impactos devastadores para o país

"Cabo Verde é um dos países mais fortemente atingidos pelas consequências da COVID 19 e está entre os mais afetados pelas alterações climáticas. Se a contribuição desses Pequenos Estados na carbonização da economia é desprezável, os impactos sofridos são devastadores, desde o aumento da desertificação e da aridez, da degradação do solo e perda de biodiversidade, escassez dramática de chuvas e tempestades intensas. Por outro lado, as especificidades de Cabo Verde como pequeno estado insular e os avultados custos de infraestruturação inerentes, demandam por uma discriminação positiva, com soluções diferenciadas e inclusivas, apelando para a possibilidade de se consagrar uma atenção particular a um pacote de Investimento Global Gateway África- Europa para os Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento, por um lado, e a adoção do Índice de Vulnerabilidade Multidimensional – MVI - como critério de acesso ao financiamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS- bem como medidas de facilitação do comércio e de alívio da dívida externa, por outro", destacou o chefe de Estado de Cabo Verde no seu discurso nas jornadas europeias de desenvolvimento, que arrancaram hoje em Bruxelas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project