ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente da República vai debater em Marrocos a crise em África e mudanças climáticas no Egipto 02 Novembro 2022

O Presidente da República vai debater a crise por que passa a África na 14ª edição do Fórum MEDays’2022 em Marrocos, de onde segue para Egipto para a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas.

Presidente da República vai debater em Marrocos a crise em África e mudanças climáticas no Egipto

Neste fórum internacional, patrocinado ao mais alto nível pelo rei de Marrocos, que se realiza de 02 a 05 do corrente em Tangier, José Maria Neves fará o encerramento, a convite do Instituto Amadeus, no evento que envolve líderes mundiais, empresários, Organizações Não Governamentais e personalidades com prestígios em África e no mundo, oportunidade para se reflectir sobre a África do presente e as perspectivas futuras.

À imprensa, o Chefe de Estado avançou que vai, essencialmente, reflectir-se sobre a África, as diferentes crises como o terrorismo na África Austral (norte de Moçambique) e os conflitos no corredor do Sahel, a Guerra Civil da Etiópia (região do Tigrei) e na região de Grandes Lagos e, doravante com o recrudescimento das tensões entre a RD Congo e Ruanda.

Neves enquadra ainda neste rol de conflitos as rupturas constitucionais que abarcam vários países, sobretudo na Costa Ocidental Africana, com vários golpes de Estados.

A ideia é dizer que temos que, rapidamente, avançar para criar condições de governabilidade, boa governação e combater a pobreza, as desigualdades e mobilizar todas as capacidades e todas as competências africanas e colocá-las ao serviço da dignidade das africanas e dos africanos”, adiantou.

Considerou, também, fundamental mobilizar toda a diáspora, para um crescimento sustentável e infraestruturação africana.

A 14ª edição do Fórum MEDays’2022 é referenciada como uma oportunidade para discutir as principais questões geopolíticas, económicas e sociais que o planeta enfrenta, incluindo a guerra na Ucrânia, conflitos e instabilidade na África, tensões no Indo-Pacífico, crises alimentares e energéticas, inflação e mudanças climáticas.

Após dois anos de ausência devido à pandemia de covid-19, o MEDays Fórum reúne uma comunidade de 230 palestrantes de 80 países, incluindo especialistas e observadores de relações internacionais, elevando o número de participantes esperados para 5.000.

De Marrocos, o Presidente da República desloca-se a Sharm El Sheikh, no Egipto, para participar na 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, onde estarão mais de 90 líderes mundiais, num tema que Neves considera “importante” porque o mundo “está confrontado com o impacto das mudanças climáticas, particularmente os pequenos estados em desenvolvimento”.

No caso de Cabo Verde, observou, há que ter em atenção as crises, marcadas pelas secas, devastação provocada pela pandemia, conflitos no continente, os efeitos macroeconómicos da guerra na Ucrânia, com subidas sucessivas de preços de alimentos e energias e inflação com reflexos directos, sobretudo nas camadas com menos poder de compras.

Neste caso, alertou para que o mundo cumpra os acordos conseguidos em Samoa, para que não se ultrapasse 1,5% (por cento) de aquecimento, confirmado em Paris, ao mesmo tempo que se mostrou preocupado para a necessidade de se fazer uma gestão sustentável dos oceanos, tendo inclusive revelado a proposta de Cabo Verde no sentido de transformar a dívida em investimento climático. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project