LUSOFONIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Morte de José Eudardo dos Santos: Presidente de Angola aumenta período de luto nacional para sete dias 08 Julho 2022

O Presidente de Angola ampliou de cinco para sete dias o período de luto nacional pela morte do ex-chefe de Estado angolano José Eduardo dos Santos, através de um novo decreto, que altera o publicado ao início da tarde, revelou a Lusa.

Morte de José Eudardo dos Santos: Presidente de Angola aumenta período de luto nacional para sete dias

"Tendo em conta os procedimentos associados ao passamento físico do antigo Presidente da República de Angola José Eduardo dos Santos" e "havendo necessidade de estender-se o período de luto nacional inicialmente declarado, de modo a assegurar que as homenagens devidas à sua figura, a sua obra, os seus feitos e o seu legado decorram em período significativo", o atual chefe de Estado, João Lourenço, aumentou o período de luto nacional.

Assim, o luto nacional "tem a duração de sete dias" e inicia-se às 00:00 de 09 de julho, lê-se no novo decreto.

O Presidente de Angola tinha decretado hoje cinco dias de luto nacional, a começar também no sábado, pela morte do seu antecessor, José Eduardo dos Santos, aos 79 anos.

"É declarado o luto nacional a ser observado em todo o território nacional e nas missões diplomáticas e consulares", refere o primeiro decreto presidencial do chefe de Estado.

Segundo o decreto citado pela Lusa, o luto nacional começa às 00:00 de sábado, 09 de julho, tal como agora, durante os quais a bandeira nacional será colocada a meia haste e serão cancelados todos os espetáculos e manifestações públicas.

O chefe de Estado angolano justificou no decreto a homenagem com o facto de o ex-presidente José Eduardo dos Santos ter sido "uma figura ímpar da Pátria Angolana, à qual se dedicou desde muito cedo, tendo tido relevante participação na luta contra a colonização, na conquista da Independência Nacional, na consolidação da Nação Angolana, na sua afirmação no contexto das Nações, na conquista da paz e reconstrução e reconciliação nacionais".

O luto nacional visa por isso "homenagear condignamente a sua figura, a sua obra, os seus feitos e o seu legado", segundo o primeiro decreto presidencial.

José Eduardo dos Santos morreu hoje aos 79 anos em Barcelona, Espanha, após doença prolongada, anunciou a Presidência da República de Angola.

Segundo ainda a fonte deste jornal, o antigo Presidente da Angola estava há duas semanas internado nos cuidados intensivos de uma clínica em Barcelona.

Em comunicado, o executivo angolano apresenta "profundos sentimentos de pesar" à família e apela "à serenidade de todos neste momento de dor e consternação".

José Eduardo dos Santos sucedeu a Agostinho Neto como Presidente de Angola em 1979 e deixou o cargo em 2017, cumprindo uma das mais longas presidências no mundo, sendo era regularmente acusado por organizações internacionais de corrupção e nepotismo.

Em 2017, renunciou a recandidatar-se e o atual Presidente, João Lourenço, sucedeu-lhe no cargo, tendo sido eleito também pelo Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), que governa no país desde a independência de Portugal, em 1975.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project