ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidente de Cabo Verde apela ao fim dos défices de financiamento nas Forças Armadas 09 Fevereiro 2022

O Presidente cabo-verdiano, José Maria Neves, destacou hoje o "desempenho extraordinário" das Forças Armadas em todos os momentos do país e apelou ao fim dos défices de financiamentos para a instituição continuar o processo de modernização.

Presidente de Cabo Verde apela ao fim dos défices de financiamento nas Forças Armadas

“Temos de continuar a trabalhar para suprir os défices de financiamento que ainda existem”, pediu o chefe de Estado, no início de uma visita de três dias às Forças Armadas de Cabo Verde, que começou pelo Estado-Maior, na cidade da Praia.

Segundo o Presidente da República, as Forças Armadas têm dado um “enorme contributo” para a defesa, não apenas às questões militares, mas nos momentos de catástrofes, nos momentos de epidemias, como a atual pandemia de covid-19, na defesa do ambiente e na proteção das águas territoriais.

“As Forças Armadas têm tido um desempenho a todos os títulos extraordinário que deve ser destacado”, salientou o Presidente da República, comandante supremo das Forças Armadas e que faz a sua primeira visita à instituição desde que foi eleito há precisamente três meses.

José Maria Neves destacou ainda a “missão importante” das Forças Armadas cabo-verdianas em domínios como o combate ao narcotráfico, a proteção civil e o papel complementar na garantia da segurança interna do país.

“E se repararmos, nesses momentos, e em todos esses espaços, as Forças Armadas têm-se destacado como uma instituição muito útil, mas também que supera as exigências e consegue sempre ter um excelente desempenho, de tal modo que é das instituições não eleitas do país mais prestigiadas”, afirmou.

Neste sentido, insistiu na necessidade de o país continuar a mobilizar recursos e capacidades suficientes para continuar o processo de modernização e para cobrir o défice de recursos que ainda existe nessa instituição.

“Temos de continuar a trabalhar para suprir os défices e dar o apoio necessário para que as Forças Armadas continuem a cumprir a sua missão”, terminou o mais alto magistrado da Nação cabo-verdiana.

Na semana passada, à saída de um encontro de trabalho com o Presidente da República, o chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Anildo Morais, disse que a instituição precisa de uma “melhoria considerável” no seu orçamento, para poder desenvolver as suas atividades e responder aos desafios do país.

Em 06 de janeiro, a ministra da Defesa de Cabo Verde, Janine Lélis, disse que o país poderá “fazer a diferencia” com a lei da programação militar, que deverá ser aprovada ainda nesta legislatura, para modernizar as Forças Armadas.

Apesar de sublinhar que vai levar tempo para ser bem concebida, a ministra garantiu que, ao ser aprovada, a lei vai trazer planificação para as Forças Armadas, sobre os meios a adquirir, quer humanos quer materiais, o que facilitará igualmente na previsão orçamental.

“Fazendo isso se consegue a modernização das Forças Armadas, garantindo-lhe efetivamente os meios que precisam para o cumprimento da sua missão”, salientou na altura a titular da pasta de Defesa em Cabo Verde.

Até sábado, o Presidente de Cabo Verde vai ainda visitar os quartéis, instituições sociais e comandos regionais na Praia, em São Vicente e no Sal, para se inteirar da situação atual e dos grandes desafios que se colocam à instituição castrense cabo-verdiana. A Semana com Lusa

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project