ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidentes da China e Rússia aliadas em tratamento: — Xi de aneurisma cerebral, Putin opera cancro 11 Maio 2022

O presidente Xi Jinping está doente com um "aneurisma cerebral", que o levou a ser hospitalizado em dezembro, anuncia hoje a imprensa oficial chinesa.

Presidentes da China e Rússia aliadas em tratamento: — Xi de aneurisma cerebral, Putin opera cancro

Segundo a imprensa ocidental, a inquietação com a saúde do presidente chinês começou em 2019 durante uma visita oficial a Roma e Paris.

Xi Jinping foi visto em Roma a caminhar com dificuldade e teve de ser ajudado para se sentar. Em Paris, em determinado momento teve de ser socorrido para não cair.

Mais tarde, em pleno surto pandémico Xi foi rodeado de proteção tal que deixou de receber os seus homólogos em tête-à-tête. A única exceção foi a receção ao presidente Putin (foto) nas Olimpíadas de Inverno há três meses.

Vladimir Putin tem agendada uma operação a um cancro — cujos sintomas incluem tremores dasmãos, desequilíbrio na locomoção, como tem vindo a reportar a imprensa.

A operação depois de ser adiada em abril foi marcada para fins de maio. A revelação surgiu no início desta semana imprensa britânica, que cita uma "fonte fiável" do Kremlin.

Sob anonimato, "a fonte fiável" revelou que o presidente vai entregar ao general Nikolai Patrushev, de 70 anos, "o comando da operação militar na Ucrânia".

O atual ministro do Conselho de Segurança da Rússia, Patrushev, é tido como o "arquiteto da estratégia da invasão" e "influenciador-chave da decisão de Putin de desnazificar Kiev".

Tratamento: medicina oriental, medicina chinesa

Segundo as fontes, o presidente Xi optou por seguir a medicina tradicional chinesa para tratar a doença de que padece.

O aneurisma cerebral é uma doença que representa um elevado risco de vida: "a ruptura da artéria enfraquecida leva à invasão da área envolvente e pode resultar em coma e morte".

Timing ligado ao conflito na Ucrânia?

A imprensa ocidental da referência indica que a revelação sobre a saúde do presidente chinês aparece no momento em que a China enfrenta uma redução nos indicadores económicos, pressionados pela alta de preços de petróleo e gás, além dos cortes no fornecimento de bens essenciais que se deve ao conflito em curso na Ucrânia.

Em ano de eleição presidencial, Xi tem de lutar para apagar a imagem da China em crise — Covid-19, economia sob pressão. Segundo analistas, a sua reeleição para um terceiro mandato depende de conseguir estabilizar a economia, provado que está ser impossível atingir a meta de "prosperidade para todos" que ele prometeu ao assumir o segundo mandato há cinco anos.

Fontes: Xinhua/Times of India/BBC

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project