ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Primeiro-ministro endereça mensagem de Natal convicto de que país entre 2022 com o espírito de união e com muito optimismo 25 Dezembro 2021

O primeiro-ministro reafirmou o compromisso de “tornar efectiva a tolerância zero contra abusos sexuais em crianças e contra a violência baseada no género”.

Primeiro-ministro endereça mensagem de Natal convicto de que país entre 2022 com o espírito de união e com muito optimismo

Convicto de que Cabo Verde “entra em 2022 com o espírito de união e com muito optimismo”, Ulisses Correia e Silva, considerou ser preciso juntar os esforços das polícias, dos magistrados, das Organizações da sociedade civil e das famílias.

Na sua tradicional mensagem de Natal, endereçada aos cabo-verdianos no país e na diáspora, Ulisses Correia e Silva, referiu que o país celebra “este ano um Natal diferente do ano passado”, ainda que “em pandemia mas com a situação controlada”, mas com “mais liberdade na vida social e a retoma da economia, nomeadamente o turismo”.

“Atingimos bons níveis de vacinação. Em ambiente de festa natalícia e de passagem do ano, é preciso, no entanto, continuar a fazer o bom combate à covid-19, continuar a vacinar. Vacina “ê nos força” realçou o Chefe do Governo, considerando Cabo Verde como uma nação resiliente que, ao longo da sua história, de mais de cinco séculos e meio, soube superar sempre as dificuldades e tornar-se mais forte.

“Este pequeno Estado insular em desenvolvimento é dos melhores posicionados em África nos rankings da boa governança, de desenvolvimento humano e da governação electrónica. É motivo de orgulho e de reforço da confiança nas nossas capacidades em atingir o desenvolvimento sustentável”, afirmou Correia e Silva.

Cabo Verde tem uma população jovem e capital humano no país e na diáspora, explicitou, alertando para a necessidade dessa camada “assumir cada vez mais um papel central como força cultural, económica, técnica e científica para acelerar o desenvolvimento do país”.

“Vamos superar as dificuldades e acelerar as transformações estruturais para tornar Cabo Verde mais resiliente, voltar a crescer com uma economia mais diversificada, criar oportunidades de emprego para os jovens, eliminar a pobreza extrema e reduzir a pobreza absoluta”, assegurou o Chefe do Governo.

Em relação ao “Programa Mais”, lançado recentemente, com o propósito de “eliminar a pobreza extrema, reduzir a pobreza absoluta e criar oportunidades para a ascensão social e económica das famílias”, explicou que “permite acesso ao rendimento, à saúde, à educação, aos cuidados, à segurança alimentar, à água e sanitários em casa, à reabilitação de casas e acesso à inclusão produtiva”.

No que se refere concretamente aos jovens, manifestou o comprometimento no acreditar nas capacidades desta Nação, reconhece que “o desemprego é um problema que se agravou com a pandemia” e promete juntos ultrapassar este momento mais difícil que o mundo e Cabo Verde vivem.

“A economia do país vai voltar a crescer e a criar oportunidades de emprego. Estamos a trabalhar para isso acontecer. As políticas da educação e as políticas activas de emprego estão focadas para mais oportunidades para os jovens. Mais e melhores oportunidades para fazer formação superior, formação profissional, estágios profissionais e empreender”, decifrou.

Prometeu ainda, mais e melhores oportunidades na economia digital, nas energias renováveis, no turismo, na agricultura e na economia azul e o mesmo empenho no desporto, no voluntariado, na prevenção e recuperação de toxicodependentes e na ressocialização de ex-presos. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project