INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Prisão de ativistas mancha imagem de príncipe que jurou fazer de Arábia Saudita "Nova Europa" 07 Agosto 2018

As relações entre o Canadá e o Reino da Arábia Saudita estão congeladas: o embaixador canadiano foi expulso de Riade, o embaixador saudita em Otava foi chamado ao Reino. Os saudis consideram "inaceitável" a "interferência" do governo de Justin Trudeau, que, nos dias 2 e 3 deste mês, emitiu avisos de que exige "a libertação de imediata de ativistas de direitos humanos", como no caso mais recente de Samar Badawi (foto), que se junta na prisão ao irmão Raif Badawi (cuja mulher e filhos se refugiaram no Canadá).

Prisão de ativistas mancha imagem de príncipe que jurou fazer de Arábia Saudita

O homem-forte do regime saudita, o príncipe-herdeiro Mohammed Bin Salman, que detém as pastas da Defesa e da Economia, foi em finais do ano transato muito elogiado como "liberal" e "reformista das instituições arcaicas do Reino da Arábia Saudita".

Os jornais de referência no mundo ocidental não foram económicos nos elogios ao príncipe herdeiro, de 32 anos, que defende mais liberdade e garantia de direitos às mulheres, maior transparência na gestão pública e perda de imunidade dos poderosos que fogem ao fisco.

Correu mundo o caso dos cinquenta multimilionários detidos e que só foram libertados depois dum acordo para devolver aos cofres do Estado Saudita montantes avultados — equivalentes a 10% das receitas públicas — que os evasores fiscais deixaram de entregar ao erário público.

Esta semana começou mal para a imagem do príncipe liberal e reformista, com a crise diplomática canadiano-saudita, com consequências económicas de monta para o Canadá.

Voos suspensos, 12 mil estudantes deixam universidades do Canadá

As aeronaves da ’Saudi Airlines’, que fazem centenas de voos para o Canadá, deixaram de descolar para esse destino desde o dia 5.

Doze mil estudantes sauditas foram avisados de que devem deixar as universidades do Canadá e inscrever-se em outras, fora desse país da América do Norte.

Fontes: WP/DW/BBC/Bloomberg. Arquivo: ’Príncipes e ministros detidos por corrupção — número chega aos 50’, 06 novembro 2017. Foto AP): Samar Badawi, ao centro, entre Michelle Obama e Hillary Clinton. A ativista recebeu nos EUA o ’Prémio Internacional de Mulheres de Coragem’ (IWOC) em 2012.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project