ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Produtos petrolíferos sofreram descidas de preços no 1º semestre de 2020 12 Setembro 2020

A Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) acaba de publicar o Relatório do setor de combustíveis, com descidas de preços para a Gasolina, o Gasóleo e o Butano, referente ao 1º semestre de 2020. O documento traz ainda outras informações sobre os principais acontecimentos no setor de combustíveis a nível interno e externo, ao longo dos primeiros seis meses do ano corrente.

Produtos petrolíferos sofreram descidas de preços no 1º semestre de 2020

De acordo com este relatório, no mercado interno, os preços de venda ao consumidor final registaram descidas generalizadas para todos os produtos petrolíferos regulados, com destaque para a Gasolina, o Gasóleo e o Butano que atingiram mínimos históricos, desde 2004. Segundo um comunicado enviado a este diário digital, em média, os produtos petrolíferos regulados tornaram-se 4,6% mais baratos, mensalmente. Relativamente ao primeiro semestre de 2019, os preços estiveram 12,9% mais baratos, mensalmente.

“De uma forma geral, a atividade petrolífera em Cabo Verde perdeu a pujança de crescimento das vendas dos últimos cinco anos (média de 11,5% ao ano), alavancado sobretudo pela reconquista do mercado de bunkering e de aviação”.Pode-se verificar que no primeiro semestre de 2020, houve uma redução de 35,6% nas vendas dos produtos petrolíferos, comparativamente ao período homólogo e os produtos mais afetados foram o Jet A1 e o Fuelóleo.

O documento aponta que as importações do período em evidência totalizaram 167.132 Milhões de Toneladas, uma diminuição de 32,1% em relação ao mesmo período de 2019. O custo de compra de combustíveis foi cerca de 8,8 milhões de contos, o que representa um decréscimo de 31,8% relativamente ao primeiro semestre de 2019.

Refira-se que o 1º semestre de 2020 ficou marcado, segundo a Organização Mundial da saúde, (OMS), pela maior crise sanitária global do nosso tempo, provocada pelo novo coronavírus, com reflexo em todas as atividades econômicas.

“A atividade petrolífera mundial ressentiu-se profundamente com esta crise, devido ao confinamento de pessoas, afetando os transportes (aéreos, terrestres e marítimos), um dos grandes consumidores de combustíveis. O brent atingiu mínimo diário de 9,12 dólares por barril, em abril, valor mais baixo desde dezembro de 1998”, conclui o Relatório.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project