ECONOMIA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Proibido transferir divisas: Sanções da Rússia em retaliação 05 Mar�o 2022

A proibição de residentes na Rússia transferirem divisas para o exterior e de não-residentes receberem cupões da dívida entra em vigor a partir de hoje, terça-feira, 1 de março. O presidente Putin assinou um decreto-lei que impõe "medidas económicas especiais aos Estados Unidos da América e aos países que se lhe juntaram", avança a agência estatal russa RIA.

Proibido transferir divisas: Sanções da Rússia em retaliação

De acordo com o online americano Bloomberg, o decreto retaliatório — sanções ocidentais à Rússia precederam-no — além de proibir as empresas e outras entidades russas de pagar cupões de dívida a não-residentes, impede-as de comprar ações próprias.

Como avança a agência noticiosa russa Interfax, o decreto publicado no site do Kremlin estabelece que os exportadores deverão vender 80% dos lucros creditados a partir do dia 1 de janeiro de 2022, incluindo a "transferência de bens para não-residentes, prestação de serviços a não-residentes, realização de trabalho para não-residentes, transferência para não-residentes dos resultados da atividade intelectual, incluindo direitos exclusivos, o mais tardar três dias úteis a partir da data em que este decreto entrar em vigor".

Mais sanções

O Ocidente — Estados Unidos, União Europeia, Reino Unido e também Japão e Canadá — impôs novas sanções à Rússia, que visam o Banco Central e todas as transações, segundo destaca o órgão de imprensa russo Interfax.

No entanto, o porta-voz da presidência russa, Dmitri Peskov, assegurou que o país tem capacidade para enfrentar a onda de sanções económicas impostas devido à "operação militar especial" lançada contra a Ucrânia. Uma invasão que até ontem causou 352 mortes de civis, 1 684 feridos e mais de meio milhão de de ucranianos refugiados e/ou deslocados, segundo a ONU — que admite que "os números serão muito mais altos".

Fontes: Bloomberg/sites especializados. Fotos: A invasão russa expande-se: milhares de veículos militares russos avançam para o Oeste da Ucrânia. Mundo posiciona-se: a azul, pró-Ucrânia (inclui Cabo Verde), a laranja países que culparam a NATO por provocar a Rússia (vermelho), a amarelo os neutros e a cinzento abstiveram-se.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project