CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Projeto REFLOR-CV arranca com Diagnóstico Social e de Género em 14 comunidades do interior da ilha de Santiago 09 Julho 2020

O projecto Reforço da Capacidade de Adaptação e Resiliência do Sector Florestal em Cabo Verde - REFLOR-CV, no domínio do género e inclusão social, vai dar início, esta quinta-feira, a um Diagnóstico Social e de Género em 14 comunidades na ilha da ilha de Santiago. A iniciativa tem por objetivo traçar o perfil social e de género das comunidades abrangidas pelo REFLOR-CV, obter dados que enformem a estratégia de integração do género e inclusão social do Projeto e estabelecer uma linha de base para se avaliar o impacto específico do Projeto nas mulheres, homens e grupos mais vulneráveis das comunidades.

O diagnóstico visa contribuir para a compreensão dos papéis das mulheres e dos homens, enquanto utilizadores dos recursos florestais, em particular dos mais vulneráveis, das dinâmicas sociais de género em face ao acesso a recursos produtivos, serviços (sobretudo, florestais) e instituições locais, e a capacidade de homens e mulheres das comunidades influenciarem na tomada de decisões e beneficiarem dos recursos naturais e das oportunidades económicas para melhorar o seu bem-estar individual e doméstico. “Também vai permitir compreender as necessidades, direitos e interesses de homens, mulheres e todas as partes interessadas na gestão florestal, a vários níveis”, aponta a organização do evento, em comunicado.

Neste âmbito, serão realizados grupos focais e encontros comunitários em todas as comunidades abrangidas pelo REFLOR-CV, nas localidades de São Lourenço dos Órgãos, Longueira e Entre Picos de Reda (Santa Catarina) durante os dias 09, 10 e 11, deste mês, que culmina com um encontro comunitário.

De referir que todos esses encontros serão realizados nas escolas básicas das respetivas comunidades. Estes diagnósticos também serão realizados nas ilhas da Boa Vista e do Fogo, ambas abrangidas pelo projeto RFLOR-CV.

Ainda, segundo a organização, o Projeto “Reforço da capacidade de adaptação e resiliência no setor florestal em Cabo Verde” é do Ministério da Agricultura e Ambiente, financiado pela União Europeia e em execução pela FAO. O principal objetivo é aumentar a resiliência e a capacidade de adaptação para enfrentar os riscos adicionais colocados pelas mudanças climáticas na desertificação e degradação da terra em Cabo Verde, garantindo-se uma abordagem participativa e sensível ao género.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project