CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Promotor do Brava Resort & Conference Center quer transformar Brava na Nantucket de Cabo Verde 05 Mar�o 2022

O promotor do maior projecto turístico para a ilha, Brava Resort & Conference Center, disse hoje que quer transformar a Brava na Nantucket de Cabo Verde.

Promotor do Brava Resort & Conference Center quer transformar Brava na Nantucket de Cabo Verde

Andy Andrade, director da CaboVerdeOnline.com, uma sociedade 100 por cento (%) privada e que está por detrás do projecto Brava Resort & Conference Center, empreendimento orçado em cerca de 35 milhões de euros, diz ter inspirado na ilha de Nantucket, para “transformar” a Brava.

Em declarações à imprensa citadas pela Inforpress, após a apresentação do projecto ao público bravense, Andy Andrade contou que viveu vários anos nos Estados Unidos e sempre viu nessa ilha algumas características idênticas à ilha Brava.

Sendo assim, decidiu trabalhar “arduamente” no projecto e hoje o mesmo foi apresentado aos bravenses, anunciando também o apoio e investimento, além do Governo de Cabo Verde, da Marriott International, uma empresa dona de um conglomerado de hotéis de luxo espalhados por todo o mundo.

O projeto Brava Resort & Conference Center é uma parte do projecto “Brava – O Destino”, que vai ser implementada por fases, e que vai ser executado em Nova Sintra, num terreno cedido pela Diocese de Cabo Verde.

Segundo a mesma fonte, este projeto incorpora um conjunto de ofertas de “alta qualidade”, incluindo restauração, spa, aluguer de espaços para conferências, eventos e reuniões, ginásio e infraestruturas de lazer, e que “deverá criar um total de 180 empregos directos”.

Conforme o dono do projecto, o objectivo do Brava Resort & Conference Center é “transformar” a ilha num destino turístico de conferência, natureza e cultural, com “particular foco” no mercado norte-americano, visando atrair a primeira, segunda e terceira gerações da diáspora cabo-verdiana nos Estados Unidos.

O projecto, que será implementado em duas fases, prevê a construção de um centro de conferências e um resort com 172 quartos de luxo, totalizando 330 camas, prevendo também a reabilitação de prédios abandonados, transformando-os em pequenas unidades turísticas.

O Brava Resort & Conference Center vai contar também com os serviços de uma frota de autocarros e hiaces e terá também uma embarcação construída de raiz que garante o transporte de e para a Brava, além da construção de um porto alternativo na localidade de Fajã d´Água.

O promotor sublinhou desde que a Brava possui energia, água e transporte, e o empreendimento é visto já como um “sucesso garantido”.

Andy Andrade destacou os incentivos e os apoios apresentados pelo Governo com a assinatura do Estabelecimento de Convenção, realçando que esta parceria foi crucial na atracção dos investidores, além de fazer o plano de negócio “mais favorável e sólido”.

As fases da execução do projeto

Conforme ainda a Inforpress, a data estabelecida para a conclusão do projecto é de 5 anos e numa primeira fase está-se a trabalhar para a entrega da embarcação e a segunda fase são as obras.

O investidor pensa estar em condições de fazer o lançamento da primeira-pedra em São João 2023, tendo em conta todos os meandros arquitetónicos, exigências do parceiro, entre outras burocracias.

Este investidor destacou que em cada ilha há sempre oportunidades de serem seguidas, mas, disse, depende da visão de cada um e de como pretende encará-las, daí desafiou as pessoas com projectos a identificarem bem as áreas de investimentos, trabalharem arduamente nos projectos iniciais, persistirem e conquistar parceiros financeiros e técnicos a fim de concretizar o que se quer.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project