RADAR

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

RTC e peido de publicidade enganosa 27 Maio 2019

Comunicamos também com humor! Este cartoon (pode ver e rir à vontade) que está a circular nas redes sociais descreve e bem o papel que a RTC (TCV-RNC) está a desempenhar no tocante à pluralidade de expressão nos órgãos públicos da comunicação social (dominados em mais de 60% com informações de fontes governamentais - ARC pode atuar e Repórter Sem Fronteira deve também tomar a devida nota), difundindo publicidade institucional enganosa sobre o desempenho do actual Governo. Felizmente muitos cabo-verdianos esclarecidos já reagiram, dizendo que não vão cair nesta cantiga de Ulisses Correia e Silva e seus rapazes de serviços – supostos contratados de Brasil e não só para ganhar dinheiro e fabricar mentiras durante e depois da campanha eleitoral. Como aliviam o público através do Radar, aquilo (publicidade enganosa) pode ser classificado apenas como um peido – mesmo que tivesse sido um forte «passussu», como aquele fedorento «provocado por gases de batata doce assada com leite dormido» (leite de batida ) - que desfaz-se naquele momento, mesmo juntando-se muitas moscas. Concluem, em gargalhada, que «essa série de spots peido» não vai atingir a mente nem causar distúrbio na cabeça de ninguém minimamente informado, «mesmo que tivesse sido um tsunami de peido fede, porque todo o mundo está farto e blindado das mentiras do MpD e seu Governo»! Está tudo dito!

RTC  e peido de publicidade enganosa

Autárquicas e cartão amarelo

Diante de má governação – sem resultados com incumprimento das promessas e falta de transparência na gestão da coisa pública – surgem vozes atentas da sociedade civil a pedirem aos cidadãos que dêem o cartão amarelo ao MpD nas autárquicas, retirando-o algumas das 18 câmaras que dirige e consequentemente um pouco de poder - domina parlamento com a maioria que sustenta o Governo, o PR da sua cor política e a administração pública fortemente partidarizada. Sugerem votos massivos nos partidos da oposição ou em grupos de independentes para o equilíbrio democrático nas municipais de 2020. Perspectivam que Mindelo, com apoio de Sokols a independentes ou a partidos da oposição, pode, perante os protestos sociais contra o abandono da ilha, desalojar Augusto Neves da Câmara e o mesmo pode acontecer em outros Municípios com um fraco desempenho. Rabentolas fanáticos gozam, no entanto, com o pessoal, lembrando que o MpD é um partido altamente eleitoralista. Aliás, não é por acaso que surgem, conforme lembram os mandadores de boca, os discursos de «sermos diferentes e amigos de Câmaras Municipais». Dizem que tudo não passa de uma estratégia para financiar a campanha das Câmaras do MpD. Nos boka ka sta la!

Eleições e aviso à navegação

Os partidos da oposição – PAICV, UCID, PP, PTS e PSD – que se cuidem. Como adverte um leitor do Radar, não se sabe por que carga de água nenhum deles está a saber como funcionam as Comissões de Recenseamento Eleitoral nos diferentes concelhos do país, nem da Comissão Nacional de Eleições. É que, conforme avisam à navegação, a prevenção contra a fraude eleitoral pela frente oposicionista democrática tem de ser feita desde já. Antes que seja tarde demais! Segundo aconselham, «de oredja pa odju tem 4 dedo. Se oredja ka obi, odju ta odja, se odju ka oidja, boka ta fala ». A bom entendedor, meia palavra basta! O recado está dado pelo Radar a quem o quer ouvir!

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project