REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Racismo persiste nos EUA: Homem mata jovem negro por estar a ouvir música demasiado alta 02 Dezembro 2020

Um homem matou um jovem negro de 19 anos em Ashland, no Oregon, Estados Unidos da América (EUA), por este estar a ouvir música demasiado alta no parque de estacionamento da pousada onde ambos estavam alojados, adianta a CNN. O crime foi cometido no passado dia 23 de Novembro e Robert Paul Keegan foi detido e vai permanecer na cadeia até ao início do julgamento. Polícia considera motivação racista do crime "válida".

Racismo persiste nos EUA: Homem mata jovem negro por estar a ouvir música demasiado alta

Robert Paul Keegan, de 47 anos, começou a discutir com Aidan Ellison devido ao som da música. Por volta das 4:20 horas locais (12:20 horas em Portugal Continental), Keegan puxou de uma arma de fogo que tinha no casaco e disparou uma bala, que atingiu Ellison no peito. O jovem morreu no local, segundo noticia o “Notícias ao Minuto”

Keegan foi detido, presente a tribunal e acusado de homicídio e posse ilegal de uma arma de fogo, tendo-se declarado como inocente destas acusações. “Encontra-se detido na cadeia de Jackson County, onde vai permanecer até ao início do seu julgamento, agendado para Fevereiro”, cita o NM.

Sabe-se ainda, que o homem estava alojado com o filho de três anos de idade nesta pousada por ter ficado desalojado na sequência do incêndio de Almeda Drive, que resultou na morte de duas pessoas e destruiu centenas de casas.”Entretanto, o filho de Keegan foi entregue aos avós após o crime”, escreve a fonte.

De acordo com a mesma fonte, o homicídio de Aidan Ellison gerou acusações de racismo no seio da comunidade de Ashland, que o chefe da polícia local, Tighe O’Meara, considerou serem “válidas”.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project