INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Reino Unido: Rishi Sunak é líder eleito dos ’tories’ e próximo primeiro-ministro 24 Outubro 2022

Rishi Sunak, de 42 anos, eleito nesta segunda-feira líder do Partido Conservador, é o próximo primeiro-ministro do Reino Unido que enfrenta "profundos desafios económicos". O rei Carlos III irá conferir posse ao primeiro chefe de governo de origem não-europeia e, ainda, o mais jovem dos últimos duzentos anos.

Reino Unido: Rishi Sunak  é líder eleito dos ’tories’ e próximo primeiro-ministro

O primeiro comunicado do novel líder britânico reafirma a intenção de Sunak de "consertar a nossa economia do Reino Unido, unir o nosso partido e salvar o nosso país", como ele tuìtou Sunak na tarde de domingo.

Filho de pais indianos hindus imigrados no Quénia e depois no Reino Unido, Rishi Sunak nasceu em Southampton, Inglaterra, em 1980.

O ex-primeiro-ministro desistiu este domingo de se candidatar à liderança do Partido Conservador. Boris Johnson disse que, apesar de ter obtido os apoios necessários, esta não é a altura de avançar. Penny Mordaunt conta só 25 votos, Rishi Sunak, o ex-ministro das Finanças, já recebeu apoio de 155 do total de 357 deputados conservadores.

"O Reino Unido é um grande país, mas enfrentamos uma profunda crise económica (...) Quero consertar a nossa economia, unir o nosso partido e salvar o nosso país", tuìtou Sunak, de 42 anos,

Foi na tarde de domingo que o ex-ministro de Finanças de Boris Johnson lançou oficialmente a candidatura para suceder a Liz Truss, contando com o apoio de quase 150 dos 357 deputados do partido. Entretanto Penny Mordaunt, a sua única adversária declarada previamente, tinha só 24 apoios. O ex-primeiro-ministro, de 58 anos, alegava ter os apoios de 102 deputados conservadores, mas decidiu não avançar e prometeu apoiar quem ganhasse.

Esta segunda-feira à tarde, Sunak foi eleito por aclamação. Tal como nas eleições internas do verão, foi o mais votado pelos deputados, mas desta vez foi unânime a sua escolha entre os pares — e não precisou de passar pela votação dos 170 mil militantes do partido que em agosto escolheram Trussa derrotando-o.

A poucas horas do fim do prazo, que eram as 14H00 desta segunda-feira, Mordaunt declarou apoio a Sunak. Ainda esta manhã ainda havia órgãos da imprensa a apontar que a ex-ministra de Defesa iria recolher muitos dos votos de Johnson. A única adversária, a líder dos conservadores na Câmara dos Comuns, de 49 anos, tinha sido a primeira a anunciar oficialmente a candidatura, logo na sexta-feira. No domingo à noite elogiou o altruismo da desistência de Johnson "que pensou primeiro no país".


Diferenças

Na véspera, o ex-primeiro-ministro tinha estado reunido com o antigo ministro das Finanças, para tentar chegar a algum acordo, mas os dois não terão conseguido ultrapassar as diferenças.

Todos, menos Sunak. Há pouco mais de três meses, a demissão de Sunak desencadeou a onda de saídas do governo de Johnson que culminou na sua renúncia, a 7 de julho. Foi pois um Johnson ressentido que pediu aos seus apoiantes "Todos, menos Sunak" de entre os cinco candidatos à sua sucessão.

Primeiro: "de cor", hindu

O escritório londrino do Washington Post este domingo destaca Sunak como o primeiro "indiano-descendente" e como tal "pessoa de cor" e hindu que pode vir a ser o chefe do governo britânico.

Já depois do anúncio da desistência de Johnson, Sunak elogiou o ex-primeiro-ministro pelo sucesso do Brexit, por "um bem-sucedido processo de vacinação contra a Covid-19" e por enfrentar o presidente Putin, após a invasão russa da Ucrânia.

"Estarei sempre grato a ele por isso", indicou. "Apesar de ele ter decidido não concorrer a primeiro-ministro novamente, espero sinceramente que continue a contribuir para a vida pública em casa e no estrangeiro", acrescentou Ssunak.

Calcanhares-de-Aquiles

O principal ponto fraco de Rishi Sunak é... a sua fortuna pessoal, já que é o deputado mais rico do Reino Unido (graças em parte à família da mulher). Os críticos consideram que isso o afasta da realidade das famílias que sofrem com o aumento do custo de vida.

No caso de Mordaunt, apesar de ter sido a primeira mulher a assumir a pasta da Defesa em 2019 e de já ter tido outros cargos no governo, questiona-se a sua experiência governativa, em especial depois da experiência falhada de Liz Truss.

Fontes: Washington Post/BBC/The Times.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project