REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Reino Unido condena soberano dos Emirados a pagar £650 M à 6ª esposa, Haya irmã do rei da Jordânia 25 Dezembro 2021

É o divórcio mais caro decretado num tribunal britânico: 650 milhões de libras, mais de 70 milhões de contos, que o emir de Dubai e vice-presidente dos Emirados Árabes Unidos tem de pagar à princesa Haya, filha do rei Hussein da Jordânia.

Reino Unido condena soberano dos Emirados a pagar £650 M à 6ª esposa, Haya irmã do rei da Jordânia

Há dois anos que numa das suas estadas na Inglaterra onde tem duas casas, Haya Bint al-Hussein, a sexta esposa desde 2004 do poderoso monarca dos Emirados, decidiu não regressar ao Dubai e pedir asilo político.

O motivo que Haya alegou foi a descoberta de que o sheikh Mohammed bin Rashid al-Maktoum mantém as duas filhas mais velhas em cácere doméstico.

O ano passado o Supremo Tribunal, em Londres, deu à mãe a custódia dos dois filhos, de nove e treze anos, por considerar que o sheikh — que segundo a investigação jornalística tem 30 filhos — omitiu informações, "não foi nada honesto".

Além disso a instância máxima da justiça fez este ano, em fevereiro, divulgação pública dos "factos provados" acerca da intervenção do líder dos EAU no rapto das duas filhas em fuga, motivada como disse Latifa pelo anseio de liberdade: "Quero ser livre", diz num vídeo anterior à fuga de 2018 e posterior à primeira fuga, em 2002.

Os factos relativos às duas filhas mais velhas do xeque abrangem um período longo, de 2000 até à atualidade. Em julho de 2000 foi o rapto ilegal em Londres da filha mais velha, a princesa Shamsa, que numas férias em Inglaterra fugira para não regressar aos Emirados. Latifa, em 2002 aos 16 anos, fugiu. Recuperada, foi levada para casa; voltou a fugir em 2018 e forçada a regressar. Desde então, há muita especulação sobre a situação de ambas as princesas.

A intervenção das Nações Unidas em 2018 deu-se através da alta representante onusiana, a ex-presidente da República Irlandesa. "Em 15 de dezembro de 2018 na sua visita ao Dubai, Mary Robinson obteve garantias de que Sua Alteza Sheikha Latifa está a receber os cuidados necessários e o apoio de que precisa. Este comunicado responde a e rejeita as alegações falsas e demonstra com provas que Sua Alteza está em casa e a viver com a família no Dubai”, afirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros dos EAU, que já tinha garantido no início desse mês que a princesa estava em casa "de livre vontade".

Fontes: BBC/The Sun.co.uk/ Le Figaro. Relacionado: NSO/Pegasus: "Macron não é alvo de espionagem", diz em Paris ministro da Defesa de Israel , 31.jul021. Fotos (Reuters/AFP): O sheikh Mohammed bin Rashid al-Maktoum, de 72 anos, é um grande investidor no hipismo britânico. A princesa Haya, de 47 anos, filha do rei jordano e campeã de equitação, representou a Jordânia nas Olimpíadas de Sydney en 2000.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project