REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Reino Unido é 1º a aprovar Molnupiravir para tratar Covid-19 08 Novembro 2021

O Reino Unido é o primeiro país que aprova o antiviral oral Molnupiravir como o principal medicamento para o combate à Covid-19. A primeira encomenda aos Estados Unidos deve chegar esta semana, com grande expectativa no país europeu de que irá travar a ameaça de novo epicentro da pandemia — e com menos custos para o NHS/SNS.

Reino Unido é 1º a aprovar Molnupiravir para tratar Covid-19

As autoridades britânicas anunciaram hoje que nos próximos dias irá arrancar a administração do antiviral encomendado — um valor de compra que atinge 480 mil dólares, 45 mil contos. Os primeiros beneficiários vão ser tanto pessoas já vacinadas quanto não-vacinados.

Os dados obtidos sobre a eficácia do antiviral serão determinantes para uma decisão de continuar — ou não — a compra do fármaco, seja da Pfizer ou da Merck, ambas as faramacêuticas sediadas nos Estados Unidos.

As expectativas são grandes de que o antiviral irá travar a ameaça atual em que o país europeu desponta como novo epicentro da pandemia (e, por isso, com custos extra para o NHS/SNS, o sistema de saúde britânico).

O Reino Unido avançou mais um passo, para lá do que os Estados Unidos e o Japão estão a dar, para afirmar o Molnupiravir e o seu concorrente Paxlovid como o remédio universal para a doença do coronavírus.

Grandes esperanças

Um estudo publicado na Nature Microbiology em abril revelou que o medicamento Monulpiravir pode – devido à sua atividade sobre o vírus anti-ARN de amplo espectro — impedir a transmissão da Covid, ao eliminar as partículas infecciosas das fossas nasais.

"Esta é a primeira demonstração de que um fármaco disponível por via oral pode bloquear rapidamente a transmissão do SARS-CoV-2", explicou o médico Richard Plemper, líder da investigação.

As viroses respiratórias, como a gripe e agora a Covid-19, são difíceis de tratar porque exigem um tratamento imediato mal surjam os sintomas. Senão, dá-se um processo pelo qual o sistema imunitário prolonga a duração da doença e aumenta a sua periculosidade.

Os antivirais respiratórios devem idealmente ser administrados ou como preventivo ou como tratamento imediato após a transmissão do vírus.

Pelas suas caraterísticas, o antiviral promete aliviar a atual crise mundial de coronavírus — que desde dezembro de 2019 até esta segunda-feira 8, totaliza perto de 250 milhões de infeções e mais de cinco milhões de óbitos. Cabo Verde na 134ª posição conta 38.253 infeções e 349 óbitos, com uma taxa de letalidade de 615 (144ª posição mundial e 4ª na África subsaariana). Compare-se com o Japão na 149ª posição com uma taxa de letalidade de 144.

Fontes: BBC/Japan Times/Nature Microbiology/Worldometers. Relacionado: Japão aposta em ’Molnupiravir’ — Antiviral oral atua sobre infeção em 24 H, 21.out.021; Covid-19: Esperança nova é ’Molnupiravir’ — ..., 06.abr.021. Fotos: Muitas esperanças no antiviral ’Molnupiravir’ da Merck ou ’ Paxlovid’ da Pfizer.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project