ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Rui Semedo denuncia montagem de irregularidade pela Electra: Escreve que se está perante um caso típico de perseguição para conspurcar a imagem daqueles que não lêem pela cartilha oficial 08 Agosto 2018

O regime vigente continua a dar sinais de querer, como na década de 90, diabolizar a oposição, protagonizando suspeitas contra os seus dirigentes - o mais recente foi com o deputado Filipe Santos a lançar suspeitas de que o partido da independência pretende assaltar o parlamento e raptar pessoas. Agora, através de um jornal online próximo do MpD, vem a Electra, através de funcionários, levantar suspeitas de irregularidades no consumo de energia pelo dirigente Rui Semedo, um dos deputados do PAICV que mais tem dado, na Assembleia Nacional, combate político aos parlamentares da maioria. «Como é possível ter um contrato regular, controlado mensalmente pela própria empresa fornecedora de energia -Electra e estar na situação de irregularidade? Estamos perante um caso típico de perseguição e a demonstração de que, neste meu país, passou a valer tudo para conspurcar a imagem daqueles que não lêem pela cartilha oficial», denuncia Rui Semedo num post que acaba de publicar na sua página de facebook e que chegou ao ASemanaonlie, avisando que vai levar a Electra e alguns dos seus funcionários à barra do Tribunal. Confira-o a seguir.

Rui Semedo denuncia montagem de  irregularidade  pela Electra: Escreve que  se está perante  um caso típico de perseguição para conspurcar a imagem daqueles que não lêem pela cartilha oficial

Escreve Rui Semedo: Aconteceu o que eu já esperava. Ontem, na minha ausência, sempre na minha ausência, profissionais na Electra, a pretexto de mudança de contador, resolveram dizer que havia ligação irregular na casa onde resido.

Desconfiei e logo deduzi que algo de estranho estaria a ser montado porque depois do escândalo montado a troca de contador, que era a razão da visita, acabou por não acontecer.

Eu sei quanto custa construir um nome e tenho fé que as injustiças montadas para destruir a imagem das pessoas um dia há de vir à luz do dia.

Não é por uma "porcaria" dessas que eu iria manchar o meu nome.
A Electra é a única responsável por esta situação.
Primeiro porque há um contrato com esta empresa;
Segundo foi feita uma vistoria a casa antes da ligação;
Terceiro a Electra é a responsável pela caixa onde estão ligados os dispositivos; Quarto a Electra é quem tem acesso à caixa;
Quinto a Electra que lavrou o auto de irregularidade, na presença dos seus profissionais o que me leva a concluir que ela mesma levou a questão a este jornal;
Sexto o contrato vem sendo cumprido regularmente com pagamento, sem qualquer atraso, mensalmente, do valor apresentado, após leitura, pela própria empresa fornecedora de energia;

Não tenho dúvidas que alguém quis montar uma cabala contra a minha pessoa, como um próprio funcionário da Electra, chegou a admitir na minha presença pelo facto de, no dizer dele, eu ser uma figura pública.

Posso ir à justiça a pedido da Electra mas ela também vai ter que responder na Justiça, pelos seus actos.

Pode demorar uma eternidade mas, se Deus me der vida e saúde, vou lutar para preservar o meu bom nome que, como disse antes, custou a ser construído.

Como é possível ter um contrato regular, controlado mensalmente pela própria empresa fornecedora de energia, e estar na situação de irregularidade?

Estamos perante um caso típico de perseguição e a demonstração de que, neste meu país, passou a valer tudo para conspurcar a imagem daqueles que não lêem pela cartilha oficial.

Posso perder tudo mas batalharei, com todas as minhas forças, para não permitir que esta tentativa macabra seja bem sucedida.

Vou constituir um advogado para apresentar uma queixa crime contra os responsáveis por este acto sórdido. Rui Semedo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade
Cap-vert

Newsletter

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project