INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Rússia-EUA: Putin indignado com ‘simulação de justiça’ que condenou ‘espia russa’ Maria Butina 01 Maio 2019

A alegada espia russa foi na sexta, 26, condenada a cumprir uma pena de 8 meses de prisão por “infiltrar-se em grupos políticos dos Estados Unidos com vista a obter vantagens para Moscovo”, diz em suma a sentença condenatória proferida nove meses depois da detenção da imigrante chegada aos Estados Unidos com um visto de estudante.

Rússia-EUA: Putin indignado com ‘simulação de justiça’ que condenou ‘espia russa’ Maria Butina

No dia seguinte, em Pequim, o presidente russo indignava-se com "o simulacro de justiça" que condenara a cidadã russa, que passou na cadeia o seu trigésimo aniversário.

“Não ficou evidente de quê era acusada, ou que crime ela cometeu”, prossseguiu Putin, "penso que este é um exemplo primário de ‘salvar a face’.

"Prenderam-na e deixaram essa jovem na cadeia, mas não havia nada contra ela. Para não pareceram tão estúpidos, decidiram então dar-lhe uma pena de dezoito meses para mostrar que era culpada de alguma coisa”, disse Putin em Pequim no sábado.

Ativista pró-armas admitiu ter infiltrado NRA

A NRA é a associação mais poderosa a influenciar o poder americano e também a mais odiada pelos anti-liberalização das armas.

Maria Valeryina Butina admitiu que, sob o comando do senador Aleksandr Torshin e hoje vice-presidente do Banco Central da Rússia, manobrou para infiltrar a associação apoiada pelo Partido Republicano, o mesmo de Trump.

Após cumprir o restante da pena, Maria Butina será deportada dos Estados Unidos.

Fontes: Washington Post/RT/ China News. Foto (NRA): Maria Valeryina Butina posa como ativista pró-armas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





Mediateca
Cap-vert

Uhau

Uhau

blogs

publicidade

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project