MUNDO INSÓLITO

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Rússia: Padre ortodoxo adotou 70 órfãos mas abusou de sete 27 Dezembro 2021

Em 2016 recebeu o galardão "Glória Parental" do governo russo pela família de setenta filhos adotivos que formou com a esposa. Esta quadra natalícia, Nikolai Stremsky foi condenado a 21 anos de prisão por abuso a sete menores.

  Rússia: Padre ortodoxo adotou 70 órfãos mas abusou de sete

O sacerdote Nikolai Stremsky conhecido por ter a maior família da Rússia foi condenado pela violação de sete crianças e outros atos violentos na sua paróquia, nos Urais, no sudoeste da Rússia, segundo a BBC.

Na véspera do Natal, o tribunal de Saraktash condenou Nikolai Stremsky a 21 anos de prisão, retirou-lhe a honra nacional de paternidade e proibiu-o de trabalhar com crianças.

Quando era pároco da localidade rural de Saraktash, Nikolai Stremsky e a mulher geriram uma casa de acolhimento, desde os anos de 1990, e chegaram a adotar
um total de 70 crianças de orfanatos da região.

O sacerdote foi detido em 2019 e investigado por abusos a sete menores. Alegou que as acusações eram calúnias, mas mais de dois anos depois o tribunal de Saraktash deu por provados os crimes do abade da igreja ortodoxa russa.

Fontes: BBC.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project