INTERNACIONAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Rússia ameaça Lituânia por causa de situação de Kaliningrado 21 Junho 2022

Em declarações aos jornalistas, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que esta se tratava de uma situação "mais do que séria". "Esta decisão é realmente sem precedentes. É uma violação de tudo", acrescentou ainda segundo NM.

Rússia ameaça Lituânia por causa de situação de Kaliningrado

A Rússia exigiu que a Lituânia levantasse imediatamente a proibição de trânsito imposta sobre algumas mercadorias para o exclave russo de Kaliningrado, fazendo assim um ultimato a esse mesmo país. Segundo o The Guardian, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia terá convocado o principal representante da Lituânia em Moscovo para avisar que, a menos que esse mesmo trânsito fosse rapidamente restabelecido, a Rússia responderia de forma a proteger os seus interesses.

Em declarações aos jornalistas, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que esta se tratava de uma situação "mais do que séria". "Esta decisão é realmente sem precedentes. É uma violação de tudo", acrescentou ainda.

Assim, o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia exigiu a Vilnius que invertesse imediatamente aquilo que considerou ser uma medida "abertamente hostil". "Se o trânsito de carga entre a região de Kaliningrado e o resto da Federação Russa via Lituânia não for totalmente restabelecido num futuro próximo, a Rússia reserva-se o direito de tomar medidas para proteger os seus interesses nacionais", explicou.

Segundo a mesma fonte, a ameaça foi feita depois das autoridades lituanas terem proibido a circulação de mercadorias sancionadas pela União Europeia (como carvão, metais, materiais de construção e tecnologia avançada) através do seu território, como consequência da invasão russa sobre a Ucrânia.

Em causa está uma medida que afeta a única rota ferroviária que liga a Rússia continental a Kaliningrado, província situada entre a Polónia e a Lituânia. O governador de Kaliningrado estimou que tal proibição poderia afetar até metade de todas as mercadorias que são trazidas para a região por via de caminhos-de-ferro.

Quanto a esta temática, a Lituânia garantiu apenas estar a aplicar as sanções impostas conjuntamente pelo bloco europeu à Rússia. O ministro dos Negócios Estrangeiros do país, Gabrielius Landsbergis, disse aos repórteres que isto "não é algo que a Lituânia está a fazer" e que são apenas "as sanções europeias que começaram a funcionar a partir de 17 de junho".

O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, confirmou. "A Lituânia não adotou quaisquer restrições unilaterais ou nacionais. Não é verdade. Aplica sanções da UE", insistiu Borrell.

"Devemos estar preocupados quando a Rússia anunciar medidas de retaliação", alertou ainda o chefe da diplomacia europeia.

"O trânsito terrestre entre a Rússia e Kaliningrado não foi interrompido nem proibido. O trânsito de passageiros e mercadorias continua. Não há bloqueio", esclareceu também Borrel em conferência de imprensa após uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia (EU), no Luxemburgo, conclui NM.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project