REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Rússia já não detém controlo total de nenhuma das regiões ucranianas anexadas 04 Outubro 2022

A Rússia já não detém o controlo total de nenhuma das quatro regiões ucranianas anexadas (Donetsk, Luganks, Kherson e Zaporijia), na semana passada, após o avanço da contraofensiva da Ucrânia, na região de Kherson, no sul do país e também no leste do país.

Rússia já não detém controlo total de nenhuma das regiões ucranianas anexadas

Segundo a EN, os avanços desta segunda-feira foram confirmados pelas autoridades russas nomeadas em Kherson e também por Volodymyr Zelenskyy, no seu habitual discurso à nação.

“Hoje, o movimento ofensivo do nosso exército e de todos os nossos defensores continuou. Há novas povoações libertadas em várias regiões. Os combates ferozes continuam em muitas áreas da frente - mas a perspetiva destas hostilidades permanece óbvia – cada vez mais ocupantes tentam escapar, o exéercito inimigo sofre cada vez mais baixas e há um entendimento crescente de que a Rússia cometeu um erro ao ir para a guerra contra a Ucrânia”, disse o chefe de Estado ucraniano.

Conforme ainda a EN, Rússia já anunciou, esta segunda-feira, que vai “consultar a população para estabelecer as fronteiras das regiões de Kherson e Zaporijia.

Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, disse que ainda não foi tomada nenhuma decisão oficial sobre esta matéria nestas duas regiões.

“As Repúblicas Populares de Luganks e Donetsk são incorporadas nas fronteiras de 2014. Quanto a Kherson e Zaporijia, continuaremos a consultar os residentes destas regiões nas fronteiras”, salientou o responsável russo.

As duas câmaras do Parlamento russo já ratificaram a adesão das quatro regiões ucranianas (Kherson, Zaporijia, Donetsk e Lugansk) à Federação Russa. A anexação destes territórios é condenada pela comunidade internacional.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project