REGISTOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Russos impõem novo autarca em Melitópol no Sudeste da Ucrânia, matam 20 com mísseis em base perto da fronteira polaca — "Mãe não acredita, diz que é propaganda anti-Rússia" 13 Mar�o 2022

Os russos ao 16º dia da invasão dominam Melitópol e impuseram um novo autarca nessa cidade e município na região de Zaporígia/Zaporizhzhia, Sudeste da Ucrânia. Os ataques com mísseis — o mais recente às cinco da manhã de hoje (domingo 13) que fez 20 mortes e deixou 57 feridos numa base perto de Lviv e a 12 km da Polónia — já fizeram cinco milhões de ucranianos deixar as suas casas. Engrossam agora a coorte de deslocados candidatos a refugiados, em filas de carros junto à fronteira polaca a estenderem-se por cinco, dez quilómetros em marcha lenta.

Russos impõem novo autarca em Melitópol no Sudeste da Ucrânia, matam 20 com mísseis em base perto da fronteira polaca —

O correspondente do jornal londrino Guardian noticia hoje (domingo 13) que esteve no local, a base de Yavoriv a 12 km da Polónia, atacado por mísseis nesta madrugada noticiou sobre os nove mortos, depois 20, e 57 feridos. Horas depois, o número de vítimas é de 35 mortos e 134 feridos, segundo as autoridades da Ucrânia.

O ministro ucraniano da defesa confirmou ainda que mais de oitenta mísseis foram lançados sobre a base de Yavoriv.

Entretanto a informação é manipulada, como exemplifica este sábado uma reportagem da CNN-TVI junto à fronteira com a Polónia. Segundo Daria Molchan, de 24 anos (foto), relatou a esse órgão de imprensa português, a mãe que vive na Rússia só acredita no que os media oficiais divulgam: que os russos foram libertar o país vizinho de uma ameaça neonazi, que os bombardeamentos são defensivos e visam apenas alvos militares.

"A minha mãe continua a não acreditar. Diz que é tudo propaganda contra a Rússia", emociona-se a jovem que está desde manhã à espera da sua vez para se registar e entrar no país vizinho.

Autarca eleito terá sido raptado e raptores russos impuseram autarca da oposição

As tropas russas nomearam no sábado um novo autarca da cidade ocupada de Melitópol. Na véspera as autoridades ucranianas tinham denunciado o rapto do Edil eleito, Ivan Fedorov, por um grupo militar da Rússia.

A escolha russa foi para uma oposicionista de Fedorov, Galina Danilchenko, que não foi eleita, segundo as fontes.

A Europa tanto como a Ucrânia vive um presente aterrador e, à escala global, o futuro apresenta-se incerto para todos.

Fontes: CNN/Sky News/BBC. Fotos: 3ª: Explosão perto da fronteira polaca captada pela câmara do correspondente do jornal londrino Guardian na madrugada de domingo 13.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project