POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

S.Filipe: MpD afirma que Luís Pires deixou a Câmara e os munícipes na miséria 25 Mar�o 2018

O ex-Edil Luís Pires deixou a Câmara de S.Filipe e os munícipes na miséria. Esta é a forma como o líder da bancada do MpD na Assembleia Municipal de S.Filipe, José Henrique Freire Andrade, reage às acusações do Grupo Independente por Amor Incondicional a São Filipe (GPAIS),veiculadas na edição do dia 21 deste jornal. Em causa estão sobretudo suspeitas de ilegalidades “graves”, cometidas pelo actual executivo de Jorge Nogueira, em que o referido grupo independente com assento nos órgãos autárquicos condenou algumas medidas tomadas, que diz estarem a penalizar “drasticamente” a população daquele concelho do Fogo.

S.Filipe:  MpD afirma que Luís Pires deixou a Câmara e os munícipes na miséria

O responsável da bancada municipal que suporta a actual Câmara do partido no poder na cidade dos sobrados, pergunta quem é afinal é esse homem que anda a dar conferências de imprensa de forma desesperada e desenfreada, isto numa alusão clara ao ex-Edil Luís Pires. « Outra vez, o Luís Pires, usando a voz virgem e inocente do líder da bancada do GPAIS, vem ao público, em jeito de uma conferência de imprensa, atabalhoada, fria e azeda, enganar os munícipes, como tem estado a fazer. Aliás, este senhor, uma figura simplória, que debocha os homens bons, sérios e trabalhadores, busca incansavelmente e de forma humilhante, um mandato para matar o tempo (PAICV-GIGA-PAICV-GPAIS e ultimamente solicitou outra vez o apoio do PAICV). De cada vez que este pobre ser humano abrir a boca, impressionantemente desmoraliza uma actividade tão nobre – a política».

José Henrique Freire Andrade aconselha ao líder da Bancada do GPAIS a não se embalar na ladainha do vereador sem pasta - Luís Pires. Considera, por outro lado, lado, que as alegadas ilegalidades/irregularidades, deverão ser arguidas em sede própria e em tempo, sob pena de não serem levadas a sério, pelos seus destinatários.

«Nesses dezoito meses da governação local, nenhum eleito municipal usou a acta para protestar as alegadas ilegalidade/irregularidades, pois num Estado de Direito Democrático, há meios típicos e adequados para curar os vícios de ilegalidade/irregularidades, nunca em conferência de imprensa, pelo que é no mínimo estranho vir agora convocar a imprensa para o efeito. O GPAIS é, sem dúvidas, o produto de discórdia, da ganância e da divergência entre o PAICV e Luís Pires. Se não fosse, não teríamos hoje o GPAIS, mas sim, uma maioria qualificada do MpD em São Filipe a governar serenamente…, realçou.

O eleito ventoinha defende que o GPAIS não é o povo (munícipes), mas sim, o poder, poder, poder. «O senhor Luís Pires tem de aceitar que, efectivamente, perdeu as eleições, que o PAICV repudiou-lhe e o que os munícipes jamais acreditarão nas alvíssaras do seu passarinho».

Em nota remetido a este jornal, a bancada do MpD analisa que Luís Pires teve quatro anos como presidente à frente da Câmara Municipal de São Filipe, mas com fraco desempenho, quer a nível político, quer a nível de governação. «Prova disso, é a recusa peremptória do apoio do seu partido “tambarina”, aquando das eleições autárquicas de 2016. O senhor, usando a voz virgem e inocente do líder da bancada do GPAIS, vem alegar que deixou projectos com garantias de financiamento em cerca de 700 mil contos.Mas que projectos?», questiona a mesma fonte.

Dívidas herdadas e projectos realizados

José Henrique tem uma leitura bem diferente, ao alertar o estado alegadamente de bagunça que a nova equipa camarária encontrou na Câmara de S.Filipe. « Pelo contrário. Luís Pires deixou a Câmara e os munícipes na miséria, ou seja, numa bagunça total na administração. E a prestação dos serviços aos utentes, era praticamente o “LEVIATAM”quem mandava era o que tinha mais pujança, o assessor desautorizava o presidente Luís Pires e toda a Vereação; a tesouraria da Câmara aparentava uma caixa de “açucrinha e rebuçados”; todas as viaturas e maquinarias da Câmara se encontravam parados, porque não haviam recursos financeiros para comprar pneus, peças e acessórios, e nenhum comerciante da Cidade dos sobrados confiava na governação do senhor Luís Pires».

O deputado ventoinha acrescenta que havia ainda outras situações críticas como as dívidas encontradas. « Havia dívidas de água, energia e comunicação que se acederam os 30 mil contos; tinha ainda as dívidas de 10 mil contos às universidades, oito mil contos de transporte escolar, 27 mil contos do projecto de águas para Campanas de Cima. São estas as heranças e os projectos com garantias de financiamento que o senhor Luís Pires nos deixou».

A bancada do MpD considera ainda que o propósito firme, consciente e deliberado do senhor Luís Pires é desviar a atenção dos munícipes e fazer a Câmara perder o foco, que é a felicidade dos munícipes, a beleza e grandeza do Município em todos os sectores. «É triste, pois este senhor sonhou como um poeta, prometeu realizações importantes, mas que pena, é frouxo, fraco e frio - foram todas goradas. Em todos os preparativos para lançamento de primeira pedra de obras e/ou inauguração de delas, o coitado do homem sofre de ataque de nervos, de insónia e de inveja em ver o início e o fim dessas realizações», referiu

José Henrique Freire Andrade citou, de entre outros projectos realizados ou em curso, a construção do Estádio de São Lourenço, a edificação de habitações sociais de qualidade já inauguradas e outras a serem executadas, a requalificação das ruas do Bairro “Beltxés”, de São Bento e do bairro do III Congresso e arredores do Centro Histórico de São Filipe. Isto sem contar com a construção das estradas de “Fonti Bila” e Cutelo de Açúcar, a reabilitação do Parque Escolar, bem como a implementação de um serviço de atendimento de qualidade, um novo Quadro de Pessoal, a nova orgânica, tabela de taxas e licenças e regulamentos dos serviços já aprovados pela Assembleia Municipal. Tudo isto, segundo José Henrique, em apenas um ano de administração da actual equipa de Jorge Nogueira suportada politicamente pelo MpD.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project