NOTÍCIAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

SCA lança campanha Crowdfunding “Djuntu pa apoia Autores e Artistas” 11 Setembro 2020

A sociedade Cabo-verdiana de Autores (SCA) lança nesta sexta-feira, 11, na sua Sede em Palmarejo, Cidade da Praia, a Campanha Crowdfunding “Djuntu pa apoia nos Autores e Artistas”. O evento conta com a presença da Presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música, Solange Cesarovna, e com a Elisabeth Gonçalves em Representação dos Parceiros, Lab Acelerador e PNUD. Este Projeto tem como principais Parceiros, os próprios Músicos, Autores e Artistas de Cabo Verde.

SCA lança campanha Crowdfunding “Djuntu pa apoia Autores e Artistas”

Segundo um comunicado enviado ao Asemanaonline, com a Pandemia do COVID-19 e o início da crise sanitária em Cabo Verde, a SCA decidiu lançar a campanha “Crowdfunding “Djuntu pa apoia nos Autores e Artistas”, como forma de mitigar os efeitos da crise enfrentados pelos seus membros.

“Considerando que a situação da classe agrava a cada dia que passa, face ao cenário de inatividade instalada, devido a Crise Sanitária do Covid-19, e sendo que até à retoma das atividades e programas culturais, a tendência é do aumento das dificuldades, a Sociedade Cabo-verdiana de Música sente-se cada vez mais comprometida e movida pelo espírito de solidariedade, que lhe é peculiar, para com os seus cooperadores afetados e com toda a classe artística em geral e, assim, gostaria de continuar a apoiar os seus membros, Músicos, Autores e Artistas de Cabo Verde, mantendo o Fundo Social aberto, nos meses de Setembro e Outubro, através de uma Campanha de Crowdfunding, que irá ser lançada com o apoio do Lab Acelerador da PUND, através da Plataforma UNIDO, 1ª Plataforma da Crowdfunding cabo-verdiana”, diz a SCA em comunicado.

Sabe-se que com a Pandemia do Covid-19 e com a crise sanitária em Cabo Verde, originou um plano de emergência nacional e subsequente declaração do estado de emergência, levando o país à interrupção abrupta de todas as atividades econômicas, provocando, assim, uma perda de quase 100% dos rendimentos nas atividades culturais, tendo sido o setor da música um dos mais afetados, com a interrupção de praticamente das atividades de música ao vivo, os Músicos, Autores e Artistas de Cabo Verde ficaram “seriamente desprotegidos”, face a ausência das suas fontes de rendimento e sustento, provocando nesta classe grandes dificuldades financeiras.

Perante esta realidade, a SCM tem procurado possíveis alternativas para a reabertura do Fundo Social junto dos parceiros locais, de modo a poder beneficiar mais membros, e como resultado, obteve uma parceria solidária disponibilizada pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, PNUD, para reabertura do Fundo Social, garantindo alargar o apoio social aos seus membros, para o mês de Agosto.

De salientar que no âmbito da sua missão estatutária a Sociedade Cabo Verdiana de Música, perspectivando participar na mitigação dos efeitos da crise enfrentados pelos seus membros, acionou no passado mês de Julho, através dos próprios recursos e nos limites dos seus esforços, um Fundo Social no montante de um milhão de escudos, para beneficiar 100 dos seus 715 cooperadores.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project