ESCREVA-NOS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Presidenciais 2021: Casimiro de Pina anuncia ser candidato para ajudar os jovens a combater armadlinhas da velha geração obsecada ao poder e voto-de-cabestro 14 Junho 2021

O jurista e docente universitário Casimiro de Pina, conhecido até ultimamente como figura próxima do MpD, anuncia, na sua página de facebook, ser candidato às eleições presidênciais de Outubro deste ano em Cabo Verde. Escreve que vai propor, desde logo, uma outra IDEIA para o cargo de “mais alto magistrado da nação”, outros princípios de ação e outra retórica argumentativa, apelando os jovens a se recusarem as armadilhas da velha geração obcecada pelo poder e voto-de-cabresto. «Aos JOVENS cabo-verdianos deixo este apelo bem especial. NÃO se deixem alienar. O vosso futuro não tem preço. Recusem as armadilhas de uma velha geração obcecada pelo poder, e que já não tem ideias nem projectos, a não ser isto, que sussurram em tom de chantagem psicológica: “votem em mim porque sou do partido tal”. Recusem o voto-de-cabresto. Escolham o melhor candidato, pelos seus méritos intrínsecos». Confira mais detalhes do conteúdo do referido post do candidato presidencial Casimiro de Pina, que publicamos a seguir.

Presidenciais 2021: Casimiro de Pina anuncia ser candidato para ajudar os jovens a  combater armadlinhas da velha geração obsecada ao poder e voto-de-cabestro

SOU CANDIDATO#17 DE OUTUBRO DE 2021

Prezados compatriotas. Amigos e amigas.

Depois de uma serena, conscienciosa e intensa REFLEXÃO, tenho a subida honra de vos declarar o seguinte: SEREI CANDIDATO ÀS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE OUTUBRO DE 2021, na qualidade, claro está, de independente.

A forma de agir de alguns pretendentes ao cargo conspurca o espírito da Constituição da República e distorce, por completo, a base axiológica e moral do nosso sistema de governo.

Ora, não se pode aceitar um tal rebaixamento. Jamais.

As Eleições Presidenciais não podem ser vistas, no cume da manipulação política e, mesmo, da farsa descarada, como a 2.ª volta das eleições legislativas de 18 de Abril.

Há indivíduos e grupos de interesses que julgam, de resto, que o poder é algo vitalício e, depois de terem estado 10 ou 15 anos no Governo (e nem sempre da melhor forma, diga-se...), querem receber agora, de bandeja, o cadeirão presidencial, ostentando uma voracidade de Caudilho que já se julgava ultrapassada!

Proponho, desde logo, uma outra IDEIA para o cargo de “mais alto magistrado da nação”, outros princípios de acção, e outra retórica argumentativa.

Estou pronto, depois de quase duas décadas de estudos, publicação de livros (7 no total, até esta data), leccionação da matéria constitucional no plano universitário, etc., para este belo e singular combate de Cidadania.

Dirijo-me, pois, aos Cidadãos de corpo e alma, no País e na nossa vasta Diáspora: não deixem que a Democracia seja capturada por determinados grupos de interesses.

Tal como Lincoln frisou no célebre discurso de Gettysburg, em 1863, a democracia é o “governo do povo, pelo povo e para o povo”.

Não pode haver, numa sociedade livre, outra via, nem outro entendimento.

Terei a oportunidade, nos próximos meses, de aprofundar este DEBATE, dignificando, assim, uma tão nobre função e impedindo a sua degradação, face ao indisfarçável desdém de uns e outros.
Conto com o vosso apoio! De todos vós.

Aos JOVENS cabo-verdianos deixo este apelo bem especial.
NÃO se deixem alienar. O vosso futuro não tem preço.

Recusem as armadilhas de uma velha geração obcecada pelo poder, e que já não tem ideias nem projectos, a não ser isto, que sussurram em tom de chantagem psicológica: “votem em mim porque sou do partido tal”.

Recusem o voto-de-cabresto. Escolham o melhor candidato, pelos seus méritos intrínsecos.

Sejam LIVRES.

Só temos DIGNIDADE quando somos livres; livres como os pássaros, lembrando a bela canção dos Beatles!

Ninguém vai amarrar a vossa Consciência.

Vamos, juntos, mudar o statu quo, para melhor.

Juntos escreveremos uma nova página na História deste País.

O que nos move é o “patriotismo constitucional”.

Vamos CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO e realizar o Estado constitucional de matriz ocidental, enquanto síntese irredutível de Liberdade, Justiça e Solidariedade.

#Casimiro de Pina 2021#Cumprir a Constituição#

Post publicado na sua página de facebook

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project