Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal: Candidatos pretendem apostar numa campanha cívica, dinâmica e que respeite a lei 30 Setembro 2021

A campanha eleitoral para as eleições presidenciais arrancam hoje, em todo país com sete candidatos à disputa pelo cargo de Presidente da República de Cabo Verde. No Sal os três candidatos, que têm representação na ilha, já estão na estrada com a fixação de cartazes, contactos porta-a-porta e a abertura da sede de campanha. Pretendem apostar, segundo as fontes deste jornal, numa campanha cívica, dinâmica, esclarecedora e que respeite o código eleitoral.

Sal: Candidatos pretendem apostar numa campanha cívica, dinâmica e que respeite a lei

A comitiva do candidato Hélio Sanches às eleições presidenciais de 2021, tem agendado para o primeiro dia de campanha eleitoral na ilha do Sal, ações de contato direto com o eleitorado em atividades porta-a-porta, no período de manhã na zona de Oito 24 e à tarde em África 70.

Em declarações ao Asemanaonline, o Diretor de campanha de Hélio Sanches, na ilha do Sal, César Almeida, afiançou que espera uma campanha dinâmica e esclarecedora.

“Espero que a campanha eleitoral seja o mais esclarecedor possível para podermos afirmar os valores da democracia no quadro democrático. Hélio Sanches é um candidato competente, com espírito de serviço ao povo cabo-verdiano. Nós queremos ajudar o povo e queremos uma estrutura diferente”, salientou.

Já a caravana de José Maria Neves, que conta com o apoio do Partido Africano para Independência de Cabo Verde (PAICV), vai, segundo o diretor de campanha, Júlio Rendal, iniciar o primeiro dia de campanha eleitoral com contatos porta-a-porta com o eleitorado da zona de Pedra de Lume, bem como, com a colocação de cartazes e atividade musical em frente à sede de campanha.

A previsão, segundo Júlio Rendal, é que haja uma campanha digna, cívica e que acima de tudo respeite o código eleitoral.

"Esperamos uma campanha cívica, esclarecedora, respeitando o código eleitoral. Vamos apresentar a figura de José Maria Neves pensando no futuro, nas ideias e na independência dos partidos políticos. José Maria Neves é um homem capaz de representar Cabo Verde em qualquer país. É um homem de obras fruídas, com um percurso brilhante, aberta a todo o cabo-verdiano. É um homem que deixou marcas significativas como Primeiro-ministro de Cabo Verde principalmente na ilha do Sal", avançou.

Júlio Rendal lamenta ainda a postura da candidatura presidencial de Carlos Veiga que afixou "ilegalmente"outdoors antes do arranca da campanha eleitoral para as presidenciais de 17 de outubro, em vários sítios, com destaque para a Cidade da Praia.

"Estranho a postura da CNE que não tem autoridade para punir esta situação. Lamento a postura do candidato que colou cartazes antes do início da campanha eleitoral", salientou.

No tocante à candidatura do Carlos Veiga, que conta com o apoio do Movimento para a Democracia (MPD), , não foi possível chegar à fala com o Diretor de campanha na ilha, apesar dos esforços do jornal. Entretanto, prometemos voltar com mais informações a cerca deste candidato.

É de salientar que as candidaturas de Joaquim Monteiro, Casimiro de Pina e Gilson Alves não têm mandatários nessa ilha e por isso não têm previsão para início da campanha no Sal.

A campanha eleitoral decorre entre as 00h00 de 30 de setembro até as 23h59 de 15 de outubro e em caso de uma segunda volta, ocorre em 31 do mesmo mês, com a campanha eleitoral entre 21 e 29 de outubro. LC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project