AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal/Júlio Lopes: "Queremos as nossas crianças em casa com a família, na escola ou no jardim" 23 Outubro 2020

O Edil cessante, candidato à sua própria sucessão à presidência da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, mostra-se convicto na vitória no dia 25 deste mês. Anuncia que quer investir mais no próximo mandato, caso vença as eleições deste domingo, na oferta do pré-escolar, com o programa de um jardim infantil e um centro da juventude em cada bairro, porque, segundo ele, o lugar das crianças é em casa com a família, na escola ou no jardim. Além da juventude a candidatura pretende , conforme a entrevista a este jornal, apostar fortemente no sector da saúde e no combate ao deficit habitacional na ilha.

Sal/Júlio Lopes:

O que motiva a sua recandidatura à Presidência da Câmara Municipal do Sal?

A nossa candidatura enquadra-se num projeto de continuidade para mais felicidades das pessoas no ciclo 2020-2024, sob o lema «Juntos para fazer mais pelo Sal» no sentido de Seguir em Frente e baseada numa visão centrada nas pessoas, famílias e comunidades e no quadro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O que nos move é o sentido de servir a população da Ilha do Sal. Assim, os programas, os projetos e as realizações que se anunciam visam diretamente o bem-estar das pessoas, das famílias e comunidades.

Quais as linhas gerais da sua Plataforma Eleitoral?

Assim, as nossas prioridades continuam a ser a família, com apostas na juventude e na infância. Por esta razão, prevemos investir em jardins infantis e centros de juventude em todos os bairros da Ilha. Queremos as crianças em casa ou no jardim. Queremos os jovens a estudar, no desporto ou no emprego.

Ao mesmo tempo, cuidar dos nossos mais velhos, bem como dos mais vulneráveis. Ou seja, a nossa atuação tem de reforçar a componente social. Vamos continuar a ser uma câmara social porquanto apostar no social é um investimento. Nesta linha, reforça-se o programa de habitar com dignidade e o programa de apoio a autoconstrução e a construção de casas sociais visando a resolução do grave problema de deficit habitacional e de casas com baixo standing. Bem como os programas de apoio à saúde, à educação, apoio alimentar, apoio a atividades geradoras de rendimentos.

As cidades saudáveis - requalificadas, pavimentadas com espaço verde e equipamentos sociais, cidades limpas e organizadas, asfaltadas, com passeios com calçada artística com base em pedra basáltica.
Constituem prioridade do ciclo 2020-24 as atividades de suporte à saúde.
Temos o programa de transformação de Terra Boa num espaço verde e de lazer. Será construída uma estrada com rede elétrica e água para apoiar os pequenos agricultores, criadores de gado e proprietários das parcelas.

Cidades saudáveis implicam apostas no desporto, na cultura, atividades de lazer, segurança e saúde. Vamos continuar o programa de construção de praças, parques infantis, fitness park e outros equipamentos sociais

A continuação do processo da implementação da polícia municipal constitui também uma prioridade para o ciclo 2020-24.

Por fim, importa relevar a necessidade do reforço da parceria com o governo central que muito ajudou a ilha do Sal nos resultados do ciclo 2020-24. A parceria da CMS com o governo central e com a sociedade civil constitui uma condição para o sucesso do novo ciclo 2020-24.

Como avalia a sua gestão na Câmara Municipal?

Foram quadro anos de muito trabalho, de dedicação e de sacrifícios para todos nós, sobretudo neste ano de 2020 em que o mundo está a ser atingido pela pandemia do Covid-19 com todos os seus impactos negativos em termos sanitários, económicos e sociais. Com fé em Deus e esperança, Cabo Verde e o mundo vão sair desta pandemia...
São quatro anos de ação de governação local cuja marca faz sentir em todas as localidades da Ilha com obras de requalificação urbana e de equipamentos sociais. Até em Pedra de Lume, a ação da Câmara contribuiu para conferir mais dignidade e bem estar para as pessoas e famílias.

A nossa perspetiva é pragmática. Iniciamos por reforçar assim com os mecanismos de gestão municipal consubstanciada no modelo de gestão competente, humanista participativa e de proximidade. Ouvir as pessoas nas comunidades, conhecer as suas necessidades, expectativas e, em sintonia, apresentar os programas e projetos visando a resolução dessas necessidades e expetativas. Apresentar uma equipa comprometida com o bem comum e estruturas eficientes, no quadro de uma liderança democrática de princípios e valores como o respeito pela legalidade, transparência, ética e sensibilidade social.

Os resultados do mandato, que ora termina, que contribuíram para a transformação da nossa ilha, nos mais variados domínios, conferem mais credibilidade ao nosso projeto. Por isso, manter o rumo, seguir em frente, é a melhor opção, sobretudo nesta conjuntura difícil resultante da pandemia da covid 19.

Vai concorrer com que visão de desenvolvimento?

Triplicamos a oferta do pré-escolar que vai ser reforçado no ciclo 2020-24 com o programa um jardim infantil em cada bairro e um centro de juventude em cada bairro. Queremos as nossas crianças em casa com a família, na escola ou no jardim (ATL) ou no parque perto de casa a brincar: Não queremos as crianças na rua.
Queremos os jovens responsáveis a estudar, no desporto ou a trabalhar.
Outra grande prioridade que vai ser reforçada tem a ver com as atividades de suporte à saúde. Apoiamos e vamos continuar a apoiar as pessoas sem INPS em consultas, remédios analises, óculos e atém em evacuações. Reorganizamos os serviços de ambiente e de saneamento com a aquisição de dois camiões novos e centenas de contentores. Os bairros á medida que vão sendo requalificados vão tendo espaços verdes e de lazer. E no ciclo 2020-24 vamos transformar Terra Boa num grande espaço verde e de lazer levando uma estrada com rede de água e eletricidade.
Os serviços de suporte à saúde continuam a ser prioridades da câmara no ciclo 2020-24.
Por outro lado, será instalada a Policia Municipal e reforçado todo o sistema de fiscalização (que não foi possível no mandato 2016-20 em virtude da pandemia) no quadro da nossa visão de cidades saudáveis, limpas e organizadas. Cidades sem entulhos, lixos, , todas pavimentadas com asfalto nas ruas estruturantes, e calçada artística em todas as outras vias, com espaços verdes, parques infantis, fitness park entre outros equipamentos sociais.
Por isso estamos a investir na infraestruturação das zonas de serviços e industriais como Morrinho de Carvão e de Fátima.
Vamos concluir o programa de investimentos nos mercados, estando em curso a construção do mercado do Largo Lilina.

Porque votar em Júlio Lopes?

Ser uma lista vencedora é o resultado do trabalho realizado e da expectativa de um novo ciclo de realizações enquadrado no Projeto de Continuidade centrado nas pessoas e enquadrado nos ODS para o ciclo 2020 a 2024, e no novo modelo de parceria estratégica de afirmação do poder local, assente em valores, princípios e garantia de governação democrática para a missão de serviço público local com compromissos, entrega e dedicação às pessoas.

Por isso, aguardamos , com confiança e humildade democrática, assentes nos resultados da governação e nos desafios identificados, a renovação do mandato pela manifestação da vontade popular que vai permitir a materialização do Projeto do ciclo, projetado na visão “Realizando Mais Felicidades para as pessoas, orientado na estratégia de “Continuidade do compromisso com Sal” e suportado em eixos estratégicos, que dão sustentabilidade aos Dez Programas de realizações, assumidos como Compromissos vinculativos do ciclo 2020 a 2024.

Que repto deixa aos eleitores para irem às urnas no dia 25 de outubro?

Esta candidatura do MPD se apresenta às eleições autárquicas para o ciclo 2020 a 2024, assumindo que a governação municipal se realiza, na missão de serviço público local com compromissos, entrega e dedicação às pessoas, em todos os domínios das atribuições municipais e em todas as áreas de intervenção dos seus órgãos.

Esta missão não se realiza, na competição do poder pelo poder, mas na legitimidade do poder para servir às pessoas, às famílias, às Comunidades e às Instituições e se viabiliza, com titulares do poder político local fortemente comprometidos com o serviço público municipal, com, competência, transparência, dedicação, participação e diálogo.

A ilha do Sal apresentou uma grande taxa de abstenção em 2016. Que apelo deixa aos jovens para irem às urnas a 25 de Outubro?

Aos jovens, digo para não fazerem parte da estatística da abstenção, e que no dia 25 de outubro não tenham medo de decidir o futuro do nosso país e o destino das nossas vidas.
As propostas dos candidatos podem tornar realidade, mas tudo depende da nossa participação política, que começa primeiramente na ação de votar.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project