SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal: Ministro da Educação promete resolver pendências de “todos os professores” 10 Agosto 2021

O ministro da Educação, Amadeu Cruz, garantiu, esta segunda-feira, no Sal onde se encontra de visita, que o Governo vai continuar a resolver as pendências de “todos os professores” para poder mantê-los engajados e motivados a trabalhar.

Sal: Ministro da Educação promete resolver pendências de “todos os professores”

Segundo escreve a Inforpress, o governante deu esta garantia à margem da visita de 24 horas que realiza ao Sal para se inteirar dos preparativos do novo ano lectivo, 2021/2022.

“Vamos continuar a resolver as pendências de todos os professores. O compromisso que existente com os sindicatos é que, até 2023, havemos de concluir o processo da correcção das distorções na gestão das carreiras dos professores. Continuaremos a fazer, a cumprir o plano”, afiançou, atestando que recentemente foram publicados actos administrativos beneficiando mais de 170.

“E vamos continuar a publicar actos administrativos, a corrigir distorções, a reclassificar professores, a atribuir subsídios por não redução da carga horária, a fazer a promoção e progressão dos professores em função, também, das disponibilidades orçamentais do País. Vivemos um período de contenção orçamental e é preciso todos nós termos esta consciência”, apontou.

Segundo Amadeu Cruz, o Governo está ciente de que é necessário continuar para poder manter os professores motivados.

“Eles estão motivados e eu quero transmitir isto aos professores. Nós confiamos nos professores. Aquilo que sentimos é que temos os professores engajados, motivados a trabalhar (…) e vamos nós corresponder, fazendo o máximo para tentar resolver os problemas, para que os professores se sintam representados pelo ministro da Educação”, manifestou.

“Como tenho dito, o ministro da Educação é igualmente ministro dos professores e, portanto, mantemos o diálogo tranquilo, sereno, de boa fé com os sindicatos e com os professores, visando a resolução de todas as pendências para podermos, ao longo dos próximos anos, ter a tranquilidade suficiente para imprimir as reformas, para termos mais qualidade do sistema do ensino cabo-verdiano e mais inclusão educativa (…)”, concluiu.

Nesta base, o titular da pasta da Educação almeja trabalhar no sentido de também colocar os jovens em linha com os países mais avançados, designadamente o sistema educativo cabo-verdiano alinhado com os países da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico (OCDE).

A OCDE é uma organização internacional, composta por 34 países e com sede em Paris, França e tem por objectivo promover políticas que visem o desenvolvimento económico e o bem-estar social de pessoas por todo o mundo. Asemana c/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project