SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal:Monitores e educadores adquirem conhecimento sobre educação emocional e saúde mental das crianças e adolescentes 24 Setembro 2021

Monitores e educadores dos espaços que acolhem crianças e adolescentes no Sal ganham conhecimento ligados à educação emocional e saúde mental nesta faixa etária, durante uma formação promovida pelo Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA).

Sal:Monitores e educadores adquirem conhecimento sobre educação emocional  e saúde mental  das crianças e adolescentes

Esta acção de capacitação, que decorre durante esta quinta-feira, 23, na Biblioteca Municipal Jorge Barbosa, enquadra-se no projecto Saúde Mental do Adolescente – Informar para prevenir, desenvolvido pelo ICCA, através do seu gabinete de atendimento e apoio psicológico.

Segundo a coordenadora local, Queila Soares, no dia-a-dia a instituição lida com diversas problemáticas, vivenciadas por crianças e adolescentes, derivadas da violação dos seus direitos, nomeadamente maus-tratos físicos e psicológicos, violação sexual, entre outras, questões que afectam as crianças nas diferentes vertentes da sua vida.

Daí que esta formação, explicou, tenha como finalidade fomentar informação sobre os cuidados com a saúde mental, especialmente com os adolescentes, incentivar a educação emocional e prevenção de doenças, estimulando a hábitos saudáveis.

“Perturbações psicológicas são situações que se arrastam pelo resto da vida. É o problema maior, que leva a criança a desenvolver outras patologias prejudicando a sua vida. Então, desenvolvemos esse programa para sensibilizar as famílias, principalmente, a comunidade e outras organizações que trabalham diariamente com crianças e adolescentes”, comentou.

“Esta acção de capacitação tem como propósito informar para podermos prevenir problemas a nível de saúde mental, sobretudo o suicídio”, aludiu.

Sobre o suicídio, Queila Soares revelou com “certa preocupação” que, ultimamente, o ICCA lidou com algumas situações de tentativas e mesmo o acto em si, envolvendo adolescentes, daí a importância de concretizar esta acção de capacitação, no âmbito do projecto informar para prevenir.

“Esta acção permitirá os monitores e educadores estarem melhor preparados para lidar com esse tipo de problema, identificar, prevenir e ajudar as crianças ou adolescentes quando passam por situações de stress, depressão (…) que possivelmente está a afectar a sua saúde mental”, sublinhou.

Queila Soares apelou aos pais, às famílias e à comunidade em geral para protegerem os filhos, as crianças e adolescentes desde a tenra idade, e à estabilidade familiar, para que a criança possa crescer bem e num ambiente saudável. Asemana c/Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project