CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal: Nova hasta pública para imóvel presidencial «Madama» 29 Julho 2009

A Direcção Geral do Património do Estado (DGPE) vai reorganizar, brevemente, o processo da alienação, na ilha do Sal, da residência oficial da Presidência da República, mais conhecida por «Madama». É que, nesta terça-feira, ninguém compareceu à hasta pública daquele imóvel.

O DGPE, Paulo Soares, explica que a praça foi aberta mas terminou “deserta”, já que nenhum interessado compareceu ao local, nem tão pouco surgiu qualquer proposta em carta fechada para a compra do citado património público. Este é um imóvel com uma área geral de 4,43 hectares e foi para a praça pública com uma base mínima de licitação fixada em 350 mil contos.

«Vamos de imediato reunir a comissão e preparar, conforme determina a lei, os dossiers para, brevemente, realizarmos uma segunda hasta pública. Caso esta também não resulte, avançaremos depois com o concurso à carta fechada para a alienação do citado imóvel do Estado», perspectiva o DGPE.

Soares garante que o processo foi cuidadamente preparado e amplamente divulgado, mas admite que a crise financeira internacional, com impacto no sector turístico e imobiliário em Cabo Verde, poderá estar na origem da não comparência de interessados no acto.

Paulo Soares esclarece que com a alienação da residência «Madama» o Estado pretende arrecadar receitas para realizar obras estruturantes no Palácio Presidencial do Plateau, na Praia. «É que o estado degradante em que se encontra o Palácio Presidencial é pouco dignificante para as altas funções do Chefe do Estado, enquanto mais alto magistrado da nação cabo-verdiana», justifica o Director Geral do Património do Estado.

ADP

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project