SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal/Reportagem: Lavandaria industrial NETSAl passará com o projeto de expansão lavar até 30 mil kg de roupas por dia 21 Junho 2021

A empresa Àguas de Ponta Preta (APP) apresenta o novo projeto de ampliação da lavandaria indústrial NetSal. Quando ficar concluído em julho deste ano, a lavandaria poderá lavar até 30.000 kg de roupas por dia, prevendo um crescimento siginificativo do número de clientes nos próximos anos. O projeto de ampliação tem como investimento principal, um túnel de lavagem com prensa e secadoras, calandras de secar e engomar com introdutor e dobradora de lençóis, nova dobradora de toalhas, bem como uma nova central de ar comprimido, nova maquinaria doseadora de detergentes, parque de tanques de gás butano, novos equipamentos de abastecimento interno de água e melhora da lavandaria doméstica. Este equipamento permitirá não só aumentar a produção, como também reduzir em 40% os consumos de água e eletricidade.

Por: Luciana Cruz/Redação

Sal/Reportagem:  Lavandaria industrial  NETSAl  passará com o projeto de expansão lavar até 30 mil kg de roupas por dia

A reportagem do Asemanaonline visitou as obras em curso na cidade de Santa Maria, ilha do Sal. Em entrevista exclusiva a este diário digital, Damià Pujol, Diretor-Geral da empresa APP – Águas de Ponta Preta (APP), promotora do projeto, revela que com este empreendimento pretende-se aumentar a capacidade da lavandaria industrial dos 10.000 kg/dia para até 30.000 kg por dia e melhorar a eficiência hidroenergética dos processos de lavagem.

“O aumento da produção tem sido progressivo desde o início da atividade, em 2011. Porque em 2019 chegou ao limite técnico com o crescimento do sector turístico no Destino Sal, o Conselho de Administração da NETSAL decidiu avançar com este investimento em 2020. A pesar do impacto da pandemia COVID-19 a nível mundial, diversos investimentos em novas unidades hoteleiras têm decorrido nos últimos dois anos e a capacidade de alojamento hoteleiro na Ilha do Sal já ultrapassa as 12.000 camas”, frisou a mesma fonte.

Neste sentido, a APP pretende implementar um túnel de lavagem com prensa e secadores, conectadas por um sistema de elevadores, distribuidores e sinta transportadoras completamente digitalizado; introduzir calandras de secar e engomar com introdutor e dobradora de lençóis, bem como investir em novas dobradoras de toalhas, da maquinaria doseador de detergente e nova central de ar comprimido.

Para Damià Pujol, trata-se de um grande ganho tanto para empresa como para a comunidade salense, já que com a sua ampliação a NetSal conseguirá lavar até 30.000 kg de roupas diariamente, com a redução em 40% do consumo de água e eletricidade.

Refira-se que, neste projeto será implementado um departamento para a lavandaria doméstica e lavagem a seco e limpeza de tapetes.

“A NETSAL conta com o certificado de controlo de qualidade NP EN ISO9001:2015 desde 2013 e todos os processos de lavagem estão informatizados, sendo que a instalação conta ainda com um departamento para lavandaria doméstica, lavagem a seco e limpeza de tapetes, de forma a dar cobertura a todas necessidades dos clientes”, sublinou.

Ainda em conversa com o Asemanaonline a mesma fonte revelou que para além da ampliação da lavandaria NetSal, estão a ser construídas dois pavilhões anexos à edificação atual, na urbanização de Ponta Preta, com uma arquitetura industrial contemporânea que introduz novos materiais para reduzir o impacto acústico, o isolamento térmico e a proteção anti-incêndios, mantendo uma iluminação natural.

Questionado se a pandemia de COVID-19 trouxe um grande impacto para a empresa, Piuol afirma que provocou uma quebra nas receitas.

"No início de 2020, antes da chegada da pandemia, a NETSAL contava com 30 clientes e lavava uma média de 9.500 Kg por dia. Com a implementação das novas unidades hoteleiras e graças a um intenso lavor comercial, estima-se alcançar uma média de 18.000 Kg/dia uma vez retomada completamente a atividade de todos os hotéis", ressaltou.

Parceiros e investimentos

Trata-se de um investimento de 220 milhões de escudos, implementado pela NetSal – Lavandaria do Sal, propriedade da empresa APP, com financiamento do fabricante dos equipamentos principais (GIRBAU) e com um crédito bancário concebido pelo banco Caixa Económica de Cabo Verde. A estimativa é que a obra esteja finalizada no mês de Julho deste ano.

A NETSAL completou, em Maio, 10 anos de atividade com 13.000 toneladas de roupas lavadas e foi constituída no âmbito dos objetivos de CABOCAN na Urbanização de Ponta Preta, para promover serviços de apoio à atividade turística em condições técnicas e comerciais competitivas. A empresa conta com 38 funcionários, dos quais 18 são mulheres e 20 são homens. Neste momento, intervêm nas obras com 6 empreitadas que dão trabalho a cerca de 20 pessoas.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project