SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal: Sindicatos acusam Governo de "desrespeito” e consideram que Declarações da PCA do INMG não passa de uma fuga em frente 17 Abril 2021

O sindicato dos Transportes, Comunicações e Administração Pública (SINTCAP), no Sal e o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (SINTAP), de São Vicente, em representação dos trabalhadores do INMG, acusam o Governo de “desrespeito e incumprimento” de um acordo firmado em sede de negociação e consideram, por outro lado, as declarações da PCA da INMG, à comunicação social, uma “fuga em frente”, num processo que vem se arrastando há muito tempo.

 Sal: Sindicatos acusam Governo de

Em resposta, à comunicação da presidente do conselho de administração do Instituto Nacional da Meteorologia e Geofísica (INMG), Maria da Cruz Soares, sobre a suspensão da greve dos trabalhadores desse instituto, o SINTCAP, do Sal, e o SINTAP, em São Vicente, acusam o Governo de desrespeito e incumprimento de um Acordo firmado em sede de negociação, com estes dois Sindicatos.

Segundo eles, os trabalhadores do INMG tinham marcado para os dias 12 e 13, passado, uma greve de 48 horas, exigindo a validação e publicação da Lista definitiva de transição do pessoal, em cumprimento daquilo que esta plasmado no BO que publicou o novo PCCS daquele Instituto, em 11 de Janeiro passado.

Contudo, segundo a nota enviada ao Asemanaonline, as partes se reuniram e saiu um acordo assinado por todos os presentes, em como o INMG/Governo validaria a Lista até o dia 11, Domingo e a publicaria, até o dia 14, quarta-feira e, em contrapartida, os sindicatos suspenderiam a greve. Só que, de acordo com esses dois sindicatos, o Governo faltou à sua palavra, algo que consideram “duas situações gravíssimas” uma vez que se trata da violação de princípios, de acordos firmados em sede de justiça laboral”.

“Os sindicatos assinaram, confiantes na palavra da Sra. Secretária de estado, o Acordo supracitado, que confirma a homologação da lista de transição para o enquadramento dos trabalhadores no novo PCCS para o dia 11 de abril, domingo, na véspera da Greve, pela Sra. Secretária do Estado da Modernização Administrativa”, lê-se na na nota.

De acordo os sindicalistas, este processo é do domínio público e vem se arrastando há muito tempo, tendo resultado em oito greves, sete requisições civis, vários processos disciplinares e judiciais à espera de serem julgados.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project