AUTÁRQUICAS 2020

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal/Tino Mosso: “Sal precisa de um novo dinamismo a nível de políticas públicas” 23 Outubro 2020

O concorrente do PAICV à presidência da Câmara Municipal do Sal, Albertino Mosso, mais conhecido por Tino, afirma que pretende com a sua candidatura apostar fortemente no desenvolvimento da economia local, centralizando a sua plataforma programática em vários sectores importantes: educação, turismo, saúde, desporto, cultura, economia e ordenamento de território. Com o lema “Respostas ousadas com Tino”, o candidato dos tambarinas afirma que resolver o problema do deficit habitacional é um ponto da sua plataforma eleitoral que quer dar uma atenção especial. Pormenores na entrevista a seguir com o candidato este à Câmara do Sal.

Sal/Tino Mosso: “Sal precisa de um novo dinamismo a nível de políticas públicas”

O que motiva a sua candidatura à presidência da Câmara Municipal do Sal?

A motivação é trazer respostas ousadas com Tino e com inteligência. Com respostas ousadas bem pensadas e bem estudadas, bem formuladas e que poderão trazer mais valia ao povo da ilha do Sal. E também por acreditar que a ilha do Sal precisa de mais investimentos e oportunidades para todos.

Quais as diretrizes da sua plataforma eleitoral?

A plataforma eleitoral é centralizada em dez pontos essenciais e a nossa maior aposta é no social, que é um dos grandes problemas da ilha do Sal. Queremos apostar também no ordenamento do território, na educação, na cultura, no ambiente e no desporto. Nós temos todas essas variantes na nossa plataforma que queremos trabalhar neste sentido e trazer uma mais valia para a ilha do Sal.
É preciso ajudar os jovens e dar ferramentas para que estes possam também alcançar os seus sonhos e os seus projetos de vida. Resolver o problema do deficit habitacional não é um trabalho que se resolve num dia, mas é um trabalho ao longo tempo, queremos centralizar e falar com a comunidade com baixos rendimentos de modo a tentar resolver esta situação. Queremos trabalhar ao longo tempo. Não é algo que não podemos trabalhar muito cedo.

Saúde e bem estar é um outro aspecto importante que a nossa candidatura quer dar um enfoque especial.

Como avalia a gestão da candidatura anterior e se vencer o que fará de diferente?

A avaliação não é positiva porque a candidatura do mandato anterior preocupou-se somente em fazer calçadas e para além disso ele não conseguiu cumprir 10% das suas promessas. Por isso, a nota é negativa neste sentido. Para fazer diferente nós queremos apostar numa política descentralizada. Nós queremos envolver zonas, associações, grupos diversos e desportivos para trazer mais valia aos salenses.

Porque votar em Tino Mosso?

É preciso votar em mim porque Tino tem respostas ousadas... e não só... a ilha do Sal precisa de mudança. Sal precisa de um novo dinamismo a nível de política pública municipal. Sal precisa de desfrutar mais do seu rendimento produzido. Por exemplo: Nós temos o turismo, mas é preciso diversificar a nossa economia, temos que trazer a agricultura, novas tecnologias, pescas e também agropecuária, para além de trazer uma certa capacitação às pessoas.

Está confiante na vitória?

Sem dúvida. O meu tempo é hoje e agora. O meu tempo não é amanhã. E estamos empenhados para que haja uma mudança na ilha do Sal.

Que repto deixa aos leitores para irem às urnas no dia 25 de outubro?

Os eleitores têm que nos dar um voto de confiança para conseguirmos trazer a mudança na ilha do Sal. A abstenção é um problema sério, mas temos que trabalhar isso porque de facto há muitos políticos que prometem e não fazem nada. Por isso, temos que envolver a comunidade para fazer melhor e diferente senão vamos poder fazer melhor.

Como avalia a sua equipa?

É uma equipa motivada, jovem, com zelo e com grande vontade de trabalhar. É uma equipa consciente do que é necessário para o povo e que haja equidade e tranquilidade, transparência para que haja confiança do povo.

Quais os desafios da equipe caso vença as eleições deste domingo?

Levar sal a um nível de desenvolvimento sustentável e também atrativo para investimentos na área da economia e diversificar os acontecimentos na ilha do Sal. Estamos aqui para servir o povo e não para ser servido. Isto faz toda a diferença. Queremos trazer uma política equitativa para a ilha mais turística de Cabo Verde.
A ilha do Sal é a ilha que mais produz, a nível do PIB, tem uma participação bastante ativa. Para isso, nós entendemos que a ilha tem o direito de desfrutar desse volume financeiro e ter uma atenção especial para que possamos resolver a cidade de Santa Maria, Espargos e outras zonas.

Quais as potencialidades do município para alavancar a economia?

A potencialidade da ilha é que ela é uma ilha pequena, frágil, mas uma ilha rica e que pode trazer muito mais...e com respostas ousadas podemos levar Sal a trabalhar o seu sustento e a ser uma ilha de desenvolvimento sustentável e que possa trazer uma baixa no custo de vida daqueles que vivem aqui.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project