SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal: Tribunal proíbe nigeriano de se ausentar do país por suposto crime de violação sexual de uma mulher de 43 anos 15 Mar�o 2022

O Tribunal da comarca da ilha do Sal aplicou, como medida de coação pessoal a um nigeriano suspeito de prática de violência sexual contra uma mulher de 43 anos, a apresentação periódica às autoridades locais, bem como a proibição de contatar com a vítima e de se ausentar de Cabo Verde.

Sal: Tribunal proíbe nigeriano de se ausentar do país por suposto crime de violação sexual de uma mulher de 43 anos

A onda de abuso sexual contra menores e mulheres adultas continua no Sal com a Polícia Judiciária a deter um suposto violador. Em comunicado remetido ao Asemanaonline, a PJ informa que, através do Departamento de Investigação Criminal do Sal (DICS), deteve, em cumprimento de um mandado do Ministério Público, no sábado, 12 de março, fora de flagrante delito, na localidade de Tanquinho Norte – Santa Maria, um homem de 36 anos de idade.

A mesma fonte precisa que este cidadão, de nacionalidade nigeriana, é suspeito da prática de crime de agressão sexual, com penetração, na sua forma agravada, cometido contra uma mulher de 43 anos, de nacionalidade cabo-verdiana.

Conforme a PJ, o detido foi presente às autoridades judiciárias competentes, para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguido detido e aplicação de medidas de coação pessoal. Como consequência, o Tribunal aplicou ao suposto violador a pena provisória de apresentação periódica junto do poder judicial, proibição de contatar com a vítima e de se ausentar da ilha e do país.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project