CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Sal:Turistas vão voltar a visitar Cabo Verde em voos charters a partir de Abril 02 Mar�o 2022

Turistas provenientes Itália voltarão a visitar a Cabo Verde em voos charters,a partir de Abril,especilmente a ilha do Sal, após a abertura deste pais emissor,que elimina a obrigação de quarentena no regresso.

Sal:Turistas vão voltar a visitar Cabo Verde em voos charters a partir de  Abril

A Itália é um dos últimos países emissores de turismo para Cabo Verde a eliminar a obrigação de quarentena no regresso, reabrindo a possibilidade de os turistas italianos visitarem o País, munidos do certificado de vacinação, certificado de recuperação ou teste negativo.

Face à reabertura do mercado italiano, a secretária-geral da Câmara de Turismo de Cabo Verde, Ana Carvalho, lembrou, em declarações à Inforpress, que o mercado italiano já foi um dos principais emissores de turistas para Cabo Verde, especificamente para as ilhas do Sal e Boa Vista até finais da década de 90, inícios de 2000.

Entretanto, prosseguiu a mesma fonte, veio a ser “ultrapassado” pelo mercado inglês, alemão e francês.

Mas, conforme disse, há ainda duas operadoras turísticas, Jumbotour e a Cabo Verde Times, que continuaram a trabalhar com o mercado italiano, e que devido à pandemia, os voos foram suspensos desde Fevereiro de 2020.

Segundo Ana Carvalho, neste momento, com a abertura, estas operadoras estão a contactar os seus clientes, as agências com quem trabalhavam na Itália, pretendendo retomar, no mês de Abril, com um voo charter por semana, tendo como destino Sal e Boa Vista.

Só que, no caso da ilha do Sal, ambas trabalham com o Hotel Farol, que, entretanto, se encontra ainda fechado.

“Estão nesta concertação, aguardando a retoma das actividades, do funcionamento do Hotel Farol, e a partir daí acertar o início dos seus voos charters”, conta Ana Carvalho, acrescentando, porém, que tanto a Jumbotour como a Cabo Verde Time vão operando junto do mercado francês, trazendo clientes que vão directamente para as ilhas de Santo Antão e São Vicente.

“Quando retomarem o mercado italiano, o que querem fazer, para além de trazer os seus clientes para o Sal e Boa Vista, é levá-los, também, para São Vicente e Santo Antão, no qual já têm um circuito montado para o turista francês que poderá também integrar turistas italianos”, comentou.

Mas a introdução desse pacote turístico só vai acontecer quando as operadoras retomarem os voos charters oriundos da Itália, previstos para a partir do mês de Abril.

Para a Câmara do Turismo, a abertura do mercado italiano é encarada de forma positiva, já que os italianos, têm sido “fortes investidores”, principalmente nas ilhas do Sal e Boa Vista.

“Têm uma presença bem forte na área de restauração… daí que uma maior frequência de voos vai permitir que haja essa retoma, quer no sentido de trazer turistas para Cabo Verde, como para uma maior circulação dos investidores que já residem nestas duas ilhas, quer para potenciais investidores que queiram investir no País”, sublinhou Ana Carvalho.

A Câmara do Turismo está igualmente expectante quanto à evolução dos voos da Cabo Verde Airlines CVA) que, possivelmente, poderá retomar o mercado italiano, o que fará aumentar o fluxo turístico Itália/Cabo Verde.“A retoma está acontecendo. Conseguimos observar que muitos estabelecimentos hoteleiros continuam com uma taxa de ocupação entre 50/60 por cento (%), o que é muito bom, numa altura como esta.

A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project