Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santa Catarina de Santiago: Contatos porta-a-porta dominam as campanhas eleitorais 09 Outubro 2021

Representantes dos candidatos às eleições presidenciais de 17 deste mês, em Santa Catarina de Santiago, priorizam contatos porta-a-porta, uma modalidade de campanha eleitoral que, segundo dizem, tem surtido efeitos “bastante” positivos em termos de mobilização do eleitorado. Este sábado, 09, as equipas dos candidatos Hélio Sanches, Carlos Veiga e José Maria Neves percorreram várias localidades do concelho que tem a cidade de Assomada como Capital. Tudo com o objetivo de convencerem os recenseados a votarem nesta ou naquela candidatura no pleito eleitoral do próximo fim de semana.

Santa Catarina de Santiago: Contatos porta-a-porta dominam as campanhas eleitorais

Carlos Veiga percorre várias localidades

Segundo informações avançadas ao Asemanaonline pelo mandatário Jacinto Horta, a sua comitiva tem percorrido várias localidades de Santa Catarina para fazer passar as suas mensagens e conquistar o apoio das pessoas, sobretudo através de contatos diretos (porta-a-porta) e distribuição de materiais de propaganda (camisolas, panfletos, auto-colantes, entre outros).

No fim da tarde deste sábado, realizámos pequenos comícios nas localidades de Chã de Tanque e Rincão, mas sempre focada na prevenção e no respeito pelas medidads impostas pelas autoridades sanitárias na lua contra a pandemia de covid-19, nomeadamente o distanciamento social, o uso de máscaras e a lavagem das mãos”, precisa.

O mandatário mostra-se confiante na vitória do dia 17 de outubro e promete intervir junto do governo, no sentido de criar condições que possam alancar a economia no concelho, designadamente o emprego juvenil, a criação de pequenas empresas, a formação profissional, o desenvolvimento do turismo, entre outras iniciativas.

Hélio Sanches privilegia porta-a-porta

Já a candidatura de Hélio Sanches, que concorre a PR, persiste em contatos porta-a-porta no concelho de Santa Catarina. Conforme a mandatária Adalgisa Monteiro, os ativistas estiveram este sábado, nas localidades de Serra, Ribeirão, Fundura e Achada Ponta.

“Temos passado uma mensagem de esperança às pessoas e estamos confiante na vitória do próximo dia 17, para, junto do governo, fazermos uma magistratura de influência e que seja capaz de responder as demandas das populações, não só de santa Catarina, como também de Cabo Verde, em geral”, anuncia.

Adalgisa Monteiro defende que que Cabo Verde deve ser “um país mais justo, mais equilibrado” onde cada cidadão possa ter “voz e vez”. “Confiamos nos santa-catarinenses, esperamos que venham dar o seu voto a favor de Hélio Sanches. Aliás, apelamos a todos que votem expressivamente na nossa candidatura”, perspetiva.

Joaquim Monteiro inicia campanha na Capital

O candidato às presidências, Joaquim Monteiro, que antes não tinha agendado atividades na ilha de Santiago, resolveu iniciar, este sábado, as campanhas no bairro de Bela Vista, com contatos porta-a-porta.

Ao Asemanaonline, a mandatária Maria Conceição Reis garantiu que a intenção é percorrer outros bairros, que considera serem mais “problemáticos” e que enfrentam algumas “dificuldades” socioeconómicas, nomeadamente Tira-Chapéu, Safende, Castelão e Santaninha.

A representação da candidatura de Joaquim Monteiro prometeu fazer uma presidência “aberta” e junto dos cidadãos cabo-verdianos. “Caso vença as eleições do dia 17 de Outubro, Joaquim Monteiro vai influenciar o governo e as autarquia locais com o objetivo de encontrar soluções para os vários problemas que o país enfrenta, como o desemprego juvenil, a falta de transportes aéreeos e marítimos e fazer desenvolver o setor primário (agricultura, pecuária e Pescas), o turismo e outras áreas que contribuam para a criação de rendimentos às famílias”, aponta.

Gilson Alves e Fernando Delgado finalmente em Santiago

Este jornal está em condições de avançar que finalmente as candidaturas de Gilson Alves e de Fernando Delgado iniciaram, este sábado, as suas primeiras atividades de campanha porta-a-porta por vários bairros da capital cabo-verdiana. Ambos aspirantes ao Palácio do Plateau apresentaram, em contato porta-a-porta, os seus programas e plataforma eleitoral a residentes da Capital e seus arredores.

Segundo os respetivos mandatários ( Edmilson Aguiar e Adilson Oliveira), além passarem as suas mensagens para caça de voto junto do eleitorado da Praia, ouviram várias preocupações e problemas que as pessoas enfrentam no seu dia-a-dia.

Gilson Alves, que tem como lema “Poder Absoluto”, tenciona exercer um poder e capacidade de influência junto do governo com a finalidade de cumprir as promessas feitas durante as campanhas para as legislativas, Segundo o seu mandatário Edmilson Aguiar, Gilson tem registado, um pouco por todos os bairros percorridos, famílias a viverem na pobreza, desemprego juvenil elevado, habitações degradadas e sem condições de habitabilidade, entre outros problemas sociais.

Já a representação da candidatura de Fernando Delgado, que também privilegiou contactos porta-a-porta por vários pontos da cidade da Praia, mostra-se confiante de que a sua mensagem tem passado “positivamente” junto do eleitorado e garantiu que, caso vença essas eleições, irá exercer uma magistratura de influência forte para que o governo crie condições necessárias para reduzir e/ou eliminar a pobreza extrema e não só em Cabo Verde.

Candidatura de José Maria Neves incontatável

Entretanto, até o fecho desta edição, o Asemanaonline tentou, via telefone, contatar José Veiga, mandatário do candidato José Maria Neves, mas tal foi impossível. A reportagem deste primeiro diário cabo-verdiano em linha promete ouvir a mesma candidatura nas próximas edições.

Casimiro de Pina permanece na região norte do país

Em conversa com o mandatário José Henrique Freire, este jornal apura que o candidato presidencial Casimiro de Pina continua em campanha nas ilhas de Santo Antão e São Vicente.

“Já estivemos em quase todas as localidades das duas regiões da ilha de Santiago (Santiago Sul e Santiago Norte) e desta feita será a vez das restantes ilhas do arquipélago, para a presentação dos nossos projetos e plataforma eleitoral, mas também auscultar as pessoas, sobretudo as famílias que passam por sérias dificuldades”, revela o representante de Casimiro de Pina.

Celso Lobo/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project