ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santa Cruz acima de tudo: Edil Carlos Silva quer mais um mandato para transformar Santa Cruz num município mais competitivo do país 27 Julho 2020

Carlos Silva, licenciado em Sociologia e mestrando em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local, é o candidato à sua própria sucessão à presidência da Câmara Municipal de Santa Cruz, em Santiago, nas eleições autárquicas de Outubro deste ano. “Sueck”, como é popularmente conhecido, conta com o suporte político do PAICV e estabelece como meta, para este segundo mandato de 2020/2024, continuar a trabalhar para que Santa Cruz seja um município mais competitivo do ponto de vista económico e transformar a urbe de Pedra Badejo como uma das cidades mais linda e organizada para se viver e trabalhar em Cabo Verde.

Santa Cruz acima de tudo: Edil Carlos Silva quer mais um mandato para transformar Santa Cruz num município mais competitivo do país

Comprometido com o seu município-natal, Carlos Silva já traçou o seu rumo, traduzido no lema da sua campanha: «Santa Cruz acima de tudo, nosso compromisso».

Neste seu segundo mandato, Silva anunciou que a sua equipa à Câmara terá como foco principal de ação relançar economicamente o concelho de Santa Cruz, criando emprego sobretudo para jovens. «Vamos continuar a trabalhar para que Santa Cruz seja um município economicamente mais competitivo, capaz de gerar riqueza, criar emprego sobretudo jovem e garantir um desenvolvimento harmonioso, sustentável e inclusivo», destacou.

Pedra Badejo é uma cidade do interior de Santiago em expansão, conhecida por ser o berço do funaná, que teve um dos seus filhos, Catchás, como principal percursor desse género musical nacional além-fronteiras, sobretudo através do conjunto musical Bulimundo. Na sua plataforma eleitoral, Carlos Silva esboçou uma visão para transformar a urbe de Pedro Badejo como uma das cidades mais linda e organizada de Cabo Verde para se viver e trabalhar. «Um outro foco da minha equipa é continuar a trabalhar para que Pedra Badejo seja uma das cidades de Cabo Verde mais bonita, mais limpa, mais organizada, mais segura, simpática e atrativa para visitar, trabalhar e viver», asseverou Sueck, prometendo, para outra oportunidade, detalhar o seu programa eleitoral para esse concelho.

Filho e conhecedor profundo de Santa Cruz

Carlos Silva conhece bem o Município de Santa Cruz. «Nasceu e sempre viveu em Santa Cruz. Por isso, podemos dizer, com toda a certeza, que ‘ é li ki si biku sta interadu’», comentou um dos elementos da sua equipa.

Para a mesma fonte, como qualquer cidadão comum e primeiro filho, cedo teve que ajudar a mãe na criação dos outros irmãos mais pequenos. «Era ele que tinha a obrigação e a incumbência de liderar os afazeres da casa, nomeadamente fazer compras, apanhar ou carregar água à cabeça, catar lenha, cuidar dos animais, fazer refeições, levar refeições ao padrasto e participar nos trabalhos “d’azágua” (sementeira, monda, remonda, tirar flor e fazer colheita em anos de boas “azáguas”)», contou o interlocutor referido sobre a infância de Carlos Silva.

Filho de rabidante, esta condição, segundo a mesma fonte, lhe permitiu durante muito tempo vender produtos (quando a mãe por uma razão ou outra, não podia ir aos mercados de Pedra Badejo, da Praia ou de Mindelo) e ter uma boa dose da cultura de São Vicente e Santo Antão, já que ia comprar produtos para reforçar o negócio, sempre que havia problemas de ligação entre Praia e São Vicente.

«Filho de pessoas simples e humildes, frequentou a escola básica em Salina, Morro Branco da 1ª à 4ª classe. Mais tarde, fez o ciclo preparatório em Achada Campo. Devido a situações de vária ordem teve que interromper os estudos por quase 12 anos, o que lhe causava muita tristeza, porque continuar os estudos sempre foi um dos seus sonhos. Como um bom filho e irmão, aproveitou esse período para ajudar a mãe na criação dos irmãos, trabalhando ora no campo com agricultores, ora na construção civil como servente. Perseguindo o sonho de estudar, em 1992 retoma os estudos na extinto Centro de Ensino “Escola da OMCV”, ao mesmo tempo que trabalha nas atividades acima mencionadas. Mais tarde faz o antigo ano zero no Liceu Domingos Ramos na Cidade da Praia, concluindo assim, o seu sonho de completar o Ensino Secundário. Em 1994, na localidade de Ribeirão Boi, começa a trabalhar como professor de Ensino Básico», lê-se no seu currículo.

Chamamento para funções de responsabilidades

A fazer fé na mesma fonte, estando o seu umbigo enterrado neste torrão de Santa Cruz, cedo «Sueck» sentiu e ouviu o chamamento para estar, viver, ser e fazer por esta terra (de funaná e trovador Catchás) que sempre esteve presente consigo e foi um grande influenciador na sua tomada de decisões.

Conforme o sue currículo, em 2000 ingressou na política e é eleito deputado à Assembleia Municipal pela lista do PAICV. Já em 2002 foi convidado para desempenhar a função de Secretário da Assembleia Municipal até final do mandato de 2008. Nesse mesmo ano, foi convidado para a lista da Câmara como vereador, onde assumiu várias pastas, nomeadamente as de Promoção Social, Juventude, Cultura, Desporto e Serviços Descentralizados. «Em 2014 é convidado a assumir a gestão da Câmara enquanto Presidente Substituto. Em 2016 foi convidado a ser candidato a Presidente da Câmara pela lista do PAICV e foi eleito para o referido que cargo, que ainda exerce», descreveu a fonte deste jornal, para quem Carlos Silva é, actualmente, o primeiro vice-presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação Nacional dos Mancípios de Cabo Verde.

Mas as funções exercidas por Silva não ficam por aí. A nível partidário, foi responsável local do PAICV de 2000 à 2017, membro da Conselho Nacional (CN) do mesmo partido, por inerência de funções, de 2000 a 2017, e ainda membro de Comissão Politica do PAICV, de 2017 a 2019. No congresso do partido em 2019, foi novamente eleito membro de CN e da CP.
Carlos Silva já desempenhou também a função de Mandatário e Diretor da campanha em várias eleições, nomeadamente autárquicas, legislativas e presidenciais.

Competências e novo mandato para transformar Santa Cruz

Carlos Silva adquiriu competências várias, ao frequentar várias formações de nível superior e de curta duração, nomeadamente sobre liderança, realizações de eventos de alto nível, entre outras. Licenciado em Sociologia pela Universidade Jean Piaget, fez o curso de formador pedagógico. «Hoje é mestrando em Políticas Públicas e Desenvolvimento Local na Universidade de Santiago (US), em parceria com a Universidade de Aveiro», diz o seu currículo.

Ao longo da sua carreira, colocou, segundo a fonte referida, Santa Cruz sempre em primeiro lugar e pensa assim continuar. «O Edil Carlos Silva quer mais um mandato para transformar Santa Cruz num município mais competitivo de Cabo Verde», anunciou a sua equipa da campanha, desejando que os munícipes continuem a apostar no projeto de «Sueck» para transformar Santa Cruz como um município de referência em Cabo Verde.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project