ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santiago Norte: Chuvas provocam estragos nos municípios de Santa Catarina e Santa Cruz 14 Setembro 2020

As fortes chuvas que atingiram o interior de Santiago desde a madrugada deste sábado deixaram estragos nos municípios de Santa Catarina e Santa Cruz, disse hoje à Inforpress, o comandante regional de Protecção Civil e Bombeiros de Santiago Norte.

Santiago Norte: Chuvas provocam estragos nos municípios de Santa Catarina e Santa Cruz

“[Em Santiago Norte] registamos pequenos estragos pontuais nos municípios de Santa Catarina e Santa Cruz, sendo que estrago maior foi na localidade de Ribeira da Barca (Santa Catarina), onde cedeu a parte do parque infantil e a ponte da travessia da ribeira que acabou por ficar afectada. Mas, temos estado a dar respostas conforme a nossa capacidade”, indicou Amaro Varela.

Em Santa Catarina, informou que foram registadas enxurradas, queda de pedras, e lamas nas estradas de Serra Malagueta, mais concretamente na de Fundura, e queda de pedras e grande quantidade de lixo proveniente do antigo Aterro Sanitário e nas estradas da Ribeira da Barca.

Relativamente às quedas de pedra e lixo registadas nas vias de Ribeira da Barca, o responsável esclareceu que as mesmas não paralisaram o trânsito, ou seja, que “meio troço” da estrada que ficou condicionada”, ao contrário da de Serra Malagueta.

Ainda nesse município, relatou que houve cortes na estrada de Chã de Tanque provocadas pela grande enxurrada, tendo as autoridades feito intervenções com máquinas para permitir a circulação, e ainda na estrada de Junco, em que os próprios moradores procederam a limpeza.

Na vila piscatória de Ribeira da Barca - onde foi registado maior estrago -, além da queda de pedra e lixo nas estradas, Amaro Varela fez saber que a localidade ficou “completamente condicionada” devido à grande quantidade de enxurrada, que provocou algumas fissuras na ponte e fez ceder parte do parque infantil, nas recém inauguradas obras de requalificação da orla marítima.

Registaram ainda queda de parte de muro de protecção na localidade de Lém Rocha, e alagamento em algumas habitações e espaços comerciais.

A propósito da ponte, cuja população desde a primeira hora questionou sua “qualidade”, o entrevistado da Inforpress aconselhou os residentes a optarem pela ribeira após as cheias e para evitarem passar por cima da mesma, tendo em conta que a qualquer momento a estrutura pode “ceder completamente”.

“Aconselhamos a população a evitar a travessia por cima da ponte, e para fazerem-na pela ribeira caso não tiver grande quantidade de água corrente que permita fazer uma travessia segura”, recomendou.

Já em Assomada, mais concretamente no bairro de Cumbém, Amaro Varela informou que registaram alagamento em duas moradias, que ficam próximo do canal de drenagem de água, cujas intervenções já foram feitas para retirada de água e lamas com máquinas.

A mesma fonte indicou que se registou um outro alagamento numa garagem no centro da cidade de Assomada, em que está em curso a remoção da água.

Já em Santa Cruz, segundo contou, o problema registou na ponte de Rocha Lama, em que todos os anos as fortes chuvas trazem lixos das propriedades agrícolas e enxurradas condicionando-a, por ser “rasa”.

No entanto, assegurou que se procedeu a limpeza da mesma com máquinas pesadas e que a via já foi reaberta ao trânsito.

Tendo em conta, que segundo ele, a chuva vai continuar nos próximos dias, aconselhou a população de Cabo Verde, e em particular de Santiago Norte a adoptaram as medidas de auto-protecção da época das chuvas, para fazerem inspecção das moradias e em caso de detecção de casas com tectos em “perigo iminente” de cair para abandoná-las.

Segundo ainda a Inforpress, o comandante regional de Protecção Civil e Bombeiros de Santiago Norte recomendou ainda a limpeza das bordas e arredores das casas, visando o escoamento de água, e para que se evite a aglomeração, isto porque, lembrou, ainda se está em tempo de pandemia de covid-19.

Não obstante, os estragos, a chuva trouxe alegria aos homens do campo da região Santiago Norte, que prespectivam “um bom ano agrícola”, caso haja queda de mais precipitações.

A Inforpress tentou uma reação junto da Câmara Municipal de Santa Catarina a propósito da ponte de Ribeira da Barca, mas, sem sucesso, conclui a fonte deste jornal.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade





  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project