CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santiago: Projecto “Redonda Central Resort” quer criar uma “nova cidade” sustentável em Santa Cruz 19 Setembro 2021

A Cape Verde Real State S.R.O. apresentou este sábado o ‘Master Plan’ do “Redonda Central Resort”, um projecto que visa a criação de uma “nova cidade” sustentável, no município de Santa Cruz, no interior de Santiago.

Santiago: Projecto “Redonda Central Resort” quer criar uma “nova cidade” sustentável em Santa Cruz

A apresentação teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Santa Cruz, onde a autarquia e a Cape Verde Real State S.R.O. com sede em Týnská, República Checa, assinaram um memorando de entendimento para a materialização do referido projecto nesse município do interior de Santiago.

O acordo foi rubricado pela Administradora da Cabo Verde Real State S.R.O, e pelo presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Carlos Silva, na presença do principal investidor, o checo, presidente da Câmara de Comércio Checo-Cabo-verdiana/ ČKOK, Kamil Bahbouh.

O “Redonda Central Resort” integra uma área total de 47,6 hectares de intervenção, para a construção de 160 fogos habitacionais de luxo, três hotéis, marina, centro comercial, centro desportivo, ginásio, escola e aeródromo (destinado exclusivamente às operações de aterragem e descolagem de helicópteros).

Segundo a edilidade santa-cruzense, o projecto, que está a ser desenvolvido desde 2019 pela Câmara de Comércio Checo-Cabo-verdiana/ ČKOK, através da empresária Mónica Sofia Duarte e em parceria com a Câmara Municipal de Santa Cruz, vai criar aproximadamente 1.000 postos de trabalho.

O referido projecto, segundo a mesma fonte, promete desenvolver uma nova centralidade urbana e a internacionalização do município, contribuindo deste modo para a recuperação económica no pós-pandemia da covid-19.

De acordo com o município, além de promover um novo destino, aproveitando as características diferenciadoras desta zona geográfica, o projecto destaca-se também pela preocupação ambiental em desenvolver uma nova cidade sustentável, integrando assim um conjunto de soluções ambientais inovadoras, como por exemplo a criação de uma comunidade energética com produção própria, sustentável e neutra em carbono.

A assinatura deste memorando de entendimento, conforme a edilidade santa-cruzense, é resultado dos esforços que o município tem feito na mobilização de parcerias e na captação de investimento, para a dinamização e diversificação da economia, assente numa estratégia da promoção económica do concelho e na valorização e qualificação das potencialidades do território municipal.

“Estamos cientes dos desafios que o poder local terá que enfrentar diante dos problemas, muitos dos quais estruturais, com que a economia cabo-verdiana se depara, e hoje mais ainda devido aos impactos da pandemia da covid-19”, lê-se numa nota publicada na página do Facebook da autarquia.

“A edilidade está convicta, também, que esta situação não é uma fatalidade, por isso que estamos empenhados em contribuir para a criação das condições políticas, por forma a atrair os parceiros e potenciais investidores para o Município, possibilitando assim a criação de emprego e, consequentemente, a diminuição da incidência da pobreza”, finalizou.

Prevê-se que após esta assinatura seguem os procedimentos necessários juntos das entidades competentes, para uma posterior assinatura de contrato e a consequente materialização do referido projecto. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project