Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santiago Sul: JMN ganha região com vantagem de mais de 7 mil votos, Veiga vence em São Domingos e na Ribeira Grande 19 Outubro 2021

No cômputo geral, o candidato vencedor das presidencias de 17 de outubro, José Maria Neves, derrotou, no círculo eleitoral de Santiago Sul, o seu rival Carlos Veiga com uma vantagem de mais de 7 mil votos. Neves venceu no Concelho da Praia que detém o maior número de eleitores, mas Veiga ganhou o pleito eleitoral do dia 17 nos Municípios de São Domingo e Ribeira Grande de Santiago.

Santiago Sul: JMN ganha região com vantagem de mais de 7 mil votos, Veiga vence em São Domingos e na Ribeira Grande

Conforme os dados provisórios, das 288 mesas de assembleias de voto distribuídas em Santiago Sul, o candidato vencedor das presidenciais do último domingo, José Maria Neves, conquistou, no concelho da Praia, a maioria das mesas - cerca de 37, conseguindo assim um escore eleitoral de 55,3%, o equivalente a 24.083 votos. Já Carlos Veiga venceu em 8 mesas e obteve uma votação de 40,1%, representando um total de 17.446 votos. Isto quando estavam apuradas 223 mesas, em que a abstenção situava-se em 50,5%, além de votos nulos ( 0,6%) e brancos ( 1,4%).

Já as outras candidaturas não ganharam em nenhuma das mesas da Capital e deixaram assim o ranking: Casimiro de Pina conquistou a terceira posição com 2,2% (937 votos), em quarto lugar ficou o candidato Hélio Sanches com 1,1% de votos (476 votos), Gilson Alves conseguiu a quinta posição com 0,7% de votos (291 voto), Fernando Rocha ocupou a sexta posição com 0,4% de votos (170 votos) e no último lugar ficou Joaquim Monteiro com 0,3% de votos (144 votos).

Os dados provisórios da Comissão Nacional das Eleições (CNE) revelam que Carlos Veiga conseguiu sobrepor-se aos adversários no Concelho de Ribeira Grande: saiu vencedor com 50,1% de votos, o equivalente a 1.634 votos, ganhando em 10 mesas. Já José Maria Neves ficou com cerca de 48,1% dos votos, correspondendo a 1.575 votos - ganhou em quatro meses.

Os restantes candidatos ficaram assim ordenados: Hélio Sanches na terceira posição com 1% de votos (33votos), Gilson Alves no quarto lugar com 0,4% de votos (12 votos) e Joaquim Monteiro na quinta posição com 0,3% de votos (8 votos). Em sexto lugar ficou Fernando Rocha com 0,2% de votos (7 votos) e a última posição coube ao Casimiro de Pina com 0,2% (7 votos).

Carlos Veiga também venceu em São Domingos com 50,1%, o equivalente a 2.899 votos, tendo sido maioria em 21 mesas. José Maria Neves conseguiu, por seu lado, uma votação de 47%, correspondendo a 2.718 votos. Ganhou em 14 mesas.
Segundo ainda os dados provisórios da CNE, os restantes candidatos ficaram assim ordenados: Casimiro de Pina conseguiu terceira posição com 1,1% (61votos), candidato Hélio Sanches obteve quarto lugar com 1,1% (58 votos), Joaquim Monteiro ficou em quinta posição com 0,3% de votos (18votos), no sexto lugar está Gilson Alves com 0,3% de votos (16 voto) e na última posição ficou Fernando Rocha com 0,3% de votos (15votos).

A nível geral, José Maria Neves conseguiu 28.376 votos em Santiago Sul. Já Carlos Veiga conseguiu 21.999 votos. Ou seja, JMN venceu com uma margem folgada de 7.377 votos em relação ao seu rival Carlos Veiga.

Em entrevista ao ASemanaonline, diretor da campanha de José Maria Neves na Praia, António Oliveira, adiantou que o que levou a vitória de JMN é a sua mensagem de esperança, o seu lema que diz tudo - Junta mon, kabesa y korason, o grande enfoque que deu durante a campanha de pretender ser um presidente que cuida da alma dos cabo-verdianos e que cumpre as promessas feitas. Oliveira acrescenta que a vitória de JMN na Praia se deve sobretudo ao excelente trabalho da campanha desenvolvida pela equipa que dirigiu com forte engajamento dos apoiantes e eleitores em geral.

Entretanto, este jornal não conseguiu chegar à fala com o representante do candidato Carlos Veiga, apesar de tentativas feitas neste sentido.
Dos 105.738 inscritos nos cadernos eleitorais Santiago Sul, somente 53.711 (48%), votaram, resultando assim uma taxa de abstenção na ordem de 52%.

Irineia de Jesus Semedo Tavares/ Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project