Presidenciais 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão: “Existência de vários candidatos a Presidente da República não é um mal em si” – Carlos Veiga 23 Agosto 2021

A existência de vários candidatos a Presidente da República nas eleições de Outubro “não é uma mal em si”, cabendo aos cabo-verdianos fazerem a sua escolha de forma livre, segundo Carlos Veiga, um dos oitos pretendente ao cargo.

Santo Antão: “Existência de vários candidatos a Presidente da República não é um mal em si” – Carlos Veiga

“A existência de várias candidaturas nas eleições presidenciais não é um mal em si. A democracia é um direito à diferença e compete ao povo fazer a sua escolha”, avançou o candidato a Presidente da República, que falava domingo, 22, à noite, num encontro com os eleitores na cidade do Porto Novo.

Segundo escreve Inforpress, para Carlos Veiga, os cabo-verdianos têm sido “maduros na sua escolha” ao longo dos 30 anos da democracia multipartidária em Cabo Verde e, por isso, não teme que o facto de haver oito candidatos às eleições presidenciais possa induzir os eleitores a “uma má escolha” no dia 17 de Outubro.

“Não tenho receio de que possa ser feita uma má escolha entre os vários candidatos. Acho que o povo fará, criteriosamente, a escolha daquele que ele considera o mais importante para ser o Presidente da República neste momento”, notou o ex-primeiro-ministro.

Os cabo-verdianos, segundo Carlos Veiga, avança a mesma fonte, têm demonstrado “maturidade” nas suas escolhas ao longo das várias eleições livres em Cabo Verde, prova disso foi o que aconteceu nas legislativas de Abril, em que, a seu ver, “o povo decidiu dar confiança” ao MpD, mesmo diante das “dificuldades” decorrentes da seca e da covid-19.

No seu entender, o povo escolheu, em Abril, “o caminho de estabilidade” e, portanto, a 17 de Outubro, “fará a sua escolha baseada no mesmo modo maduro, como aconteceu nas eleições legislativas”.

Este candidato entende que, na actual conjuntura, Cabo Verde enfrenta três desafios, quais sejam, a luta contra a covid-19, a consolidação da democracia e o desenvolvimento.

“Agora o desafio imediato é combate à covid-19. É um desafio sanitário, mas, também, é um desafio social e económico”, sublinhou o candidato a Presidente da República, para quem é necessário, também, criar um ambiente “mais democrático” em Cabo Verde, que evite “crispação política” e favoreça o desenvolvimento do País.

Segundo ainda a Infporpress, caso seja eleito, Carlos Veiga, que concorre pela terceira vez ao cargo, promete “influenciar uma nova visão de desenvolvimento” do arquipélago baseado, essencialmente, na economia azul.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project