POLÍTICA

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão: MpD contesta declarações do PAICV sobre situação difícil no Porto Novo 29 Mar�o 2018

Na sequência das declarações “bombásticas” da líder do PAICV de Porto Novo, Elisa Pinheiro, nesta segunda-feira, 26, sobre a “difícil situação económica e social por que passam os munícipes”, a Comissão Política do MpD naquele Concelho reage a tais afirmações, considerando que actualmente «o Concelho vive um dos seus melhores momentos». Damião Medina mostra que a líder do “tamabarina” de Porto Novo não tem sentido de estado, não conhece o Concelho e está completamente desatenta e desactualizada em relação a dinâmica que se vive neste momento a nível local.

Santo Antão: MpD contesta declarações do PAICV sobre situação difícil  no Porto Novo

“Devo dizer à líder do PAICV local, Elisa Pinheiro, que em matéria da gestão do município do Porto Novo, ela deveria ficar bem calada, pois não tem moral nenhuma para tecer quaisquer críticas; diante da gestão desastrosa e perversa feitas na CMPN pelo PAICV no mandato anterior e, ela por pertencer a equipa na altura é co-responsável. E como é público, ela foi demitida das funções que ocupava por causa da sua intriga, incompetência e por não estar à altura dos desafios de Porto Novo. E diga-se de passagem, Porto Novo não a merece”, mostra.

Projectos estruturantes para concelho

Para o politico ventoinha, o município do Porto Novo vive um dos seus melhores momentos. “Há mais oportunidades de emprego, mais confiança e auto-estima nas pessoas. Nunca foi feito, em tão pouco tempo, tantos investimentos. E neste particular, lembrar aos tambarinas que graças a Deus, hoje temos um Governo amigo de Porto Novo e que apoia a Câmara actual na assunção dos compromissos assumidos, ao contrário do Governo do PAICV que sufocou financeiramente o concelho até ao pescoço, por razões político-partidárias”, aponta.

Como forma de contrariar as acusações do PAICV, Damião Medina destaca algumas obras e acções realizadas pela actual Câmara durante este ano e meio de governação, com investimentos em cerca de 150 mil contos. São, segundo cita, os casos da requalificação dos bairros da cidade, praças, pracetas, espaços verdes, reparação de 280 casas em todo concelho no âmbito do projecto PRRA. Indica indica a reparação e intervenção em caminhos vicinais e estradas de penetração, desenvolvimento do plano de recuperação de Santo Antão e de mitigação dos efeitos da seca, construção de dois grandes pontes em Lagoa de Ribeira das Patas e Chã de Norte, ligação de água domiciliária em Alto Mira, construção de reservatórios de água no Planalto Norte, reparação de furos, aquisição de contentores e equipamentos de recolha de lixo, reparação de terrenos, infra-estruturas agrícolas, do parque automóvel e intervenção na rede de água na cidade, ligação energética nas zonas de Alto Mira e Manuel Lopes, bem como o apoio no melhoramento da iluminação pública e investimentos no sectores da saúde, educação, desporto, lazer, infância, juventude, entre outras intervenções.

“Para além de dar continuidade às acções iniciadas em várias áreas, a CMPN vai, em breve, arrancar com vários outros projetos estruturantes, tais como: a conclusão dos 12 quilómetros da estrada do Tarrafal de Monte Trigo a orla marítima da cidade, obras no saneamento da cidade, resolução do problema de água (45 mil contos) e energia (21 mil contos) no Planalto Norte, problemas esses enfrentados desde sempre pela população”, acrescenta o presidente da Comissão Politica concelhia do MpD no Porto Novo.

Referindo-se ao plano de mitigação dos efeitos da seca e do mau agrícola, o líder do MpD de Porto Novo garante que este decorre num bom ritmo,” resultado duma grande coordenação entre a CMPN e a DMAA”.

A Câmara Municipal, avança Damião, tem frentes de trabalho em zonas mais afectadas e não só: “Tem transportando gratuitamente ração às comunidades, criando pontos de venda nas comunidades. Ademais, tem procurado mobilizar outros meios de acção e, prova disso, são dois camiões auto-tanques conseguidos com o apoio da ASA e APP(Sal) para apoiar as populações e os criadores de gado, a nível de disponibilidade de água”, sublinha.

O partido que governa a Câmara local considera, por outro lado, levianas as declarações proferidas pela líder do PAICV/PN, Elisa Pinheiro, aconselhando-a a estar mais atenta ao desenvolvimento do Porto Novo e de Santo Antão, em geral.

Celso Lobo

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade



Mediateca
Cap-vert

blogs

Newsletter

Abonnement

Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project