SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão: Munícipes insistem na necessidade... 27 Dezembro 2020

Os porto-novenses continuam a insistir na necessidade de um hospital para o concelho do Porto Novo, em Santo Antão, considerando que o actual centro de saúde, já com duas décadas de funcionamento, atingiu o seu limite de funcionamento.

Santo Antão: Munícipes insistem na necessidade...

Vários munícipes têm contactado a Inforpress para instar o Governo para colocar na agenda a construção de um hospital no Porto Novo, que atenda às necessidades dos 17 mil habitantes, com o argumento de que o centro de saúde, inaugurado há 20 anos, “já deu o que tinha a dar”.

Os operadores turísticos tem vindo, insistentemente, a pedir, também, a construção de um hospital para Porto Novo, segundo Sandra Pereira, da Agência Atlantur, com sede no Porto Novo.

As autoridades municipais, igualmente, têm vindo a defender uma reflexão sobre a situação do centro de saúde e a necessidade de o Governo “avaliar” a possibilidade de dotar Porto Novo de um hospital ou, pelo menos, alargar a actual infra-estrutura e sua elevação à condição de hospital.

O presidente da câmara do Porto Novo, em Novembro, durante o ato de investidura para um novo mandato, testemunhado pelo ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, comprometeu-se a, “neste mandato”, discutir com o Governo a viabilidade de se elevar o actual centro de saúde à condição de hospital, numa óptica de melhorar a sua capacidade de diagnóstico e de internamento.

“Porto Novo clama por um serviço de saúde de melhor qualidade”, defendeu Aníbal Fonseca, que tem estado a alertar para a necessidade de se reflectir sobre que tipo de infra-estruturas de saúde este município necessita nesta altura.

Quem defende, igualmente, a necessidade de se reflectir sobre o tipo de estrutura de saúde de que Porto Novo já precisa é o presidente da Assembleia Nacional e deputado da Nação por Santo Antão.

“O centro de saúde do Porto Novo está, praticamente, no seu limite em termos de funcionamento”, avisou Jorge Santos.

Para já, a única garantia do Governo é de que vai ser construído, já em 2021, um segundo centro de saúde no concelho do Porto Novo, desta feita, na vila da Ribeira das Patas.

Porto Novo, com pouco mais de 17 mil habitantes, dispõe de uma rede de infra-estruturas sanitárias composta por um centro de saúde e seis postos sanitários, além de várias unidades sanitárias de base.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project