SOCIAL

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão/Porto Novo: Centro de Cuidados de Dia de Idosos em Alto São Tomé sem nenhum caso de covid-19 e já conseguiu vacinar todos os seus idosos 06 Agosto 2021

Desde o início da pandemia em março de 2020, o Centro de Cuidados de Dia de Idosos, localizado na zona de Alto São Tomé, congratula-se por até ao momento não ter ocorrido nenhum caso de covid-19 e avança que todos os idosos inscritos no centro já foram vacinados com a 1ª dose da vacina. A Coordenadora do centro explica que tudo têm feito para segurança e aconchego das pessoas de terceira idade, principalmente quando a maioria tem hipertensão, logo os cuidados são redobrados.

Santo Antão/Porto Novo: Centro de Cuidados de Dia de Idosos em Alto São Tomé sem nenhum caso de covid-19 e já conseguiu vacinar todos os seus idosos

A Coordenadora do Centro, Queila Ribeiro que falava ao Asemanaonline, assegura que este espaço que tem cerca de 38 idosos inscritos, tem "cumprido à risca" as medidas impostas pelas autoridades sanitárias.

A fonte aponta que a maioria tem hipertensão, daí a necessidade de disponibilizar e reforçar as condições para a segurança de todos. Nesta pandemia, acrescenta, “houve uma diminuição de idosos em frequentar o espaço devido ao medo da doença”, mas que ainda continuam a fazer deslocações ao domicílio para aqueles que estão acamados.

“Para os idosos acamados, deslocamos as suas casas para levar o seu almoço e/ou para acompanhamento com disponibilização de enfermeiras”, reforça.

Os poucos que frequentam o espaço continuam a usufruir das atividades disponibilizadas, como exercício físico, a tarde de beleza, desenhos, escrita e pintura, e com esta pandemia a saída em grupo para a Praia de Curraletes continua suspensa, conforme explica a coordenadora.

“O objetivo é que não se sintam sozinhos e como sabemos muitos idosos não têm o apoio familiar e aqui sentem-se alegres e aqui é mais do que as suas casas”, salienta Queila, que o sublinha o “amor e aconchego” que os idosos recebem no centro pelas cuidadoras e “ensinamos a eles que essa pandemia não vai destruir as suas autonomias e autoestimas”.

Queila Ribeiro, que também já foi coordenadora de um outro centro em Porto Novo, assegura que, a Câmara Municipal do Porto Novo tem muitas cuidadoras domiciliárias não só na cidade, como também em outras localidades do interior do concelho.

Uma das queixas que a coordenador tem recebido é a sobrecarga de tarefas as cuidadoras, onde muitas famílias têm atribuído tarefas que não são da responsabilidade das cuidadoras.

“Algumas famílias pensam que as cuidadoras são empregadas da casa, mas não. O objetivo da cuidadora é proporcionar o idoso um bem-estar, ou seja, cuidar do idoso. Vemos que muitas cuidadoras são sobrecarregadas pelas famílias dos idosos, atribuindo tarefas que muitas vezes não são obrigadas a fazer”, esclarece a responsável.

O principal desafio, confessa, é tentar explicar aos idosos sobre covid-19, ou seja, tentar “mostra-los a importância da máscara e muito têm recusado totalmente o seu uso”.

“Sabemos que com a idade surgem muitas doenças e que o uso da mascara é complicada, mas é necessário estarem protegidos. Com paciência e cuidado mudamos a forma a ideia dos nossos idosos”, aponta Queila que acrescenta que, a vacina também já foi um outro problema a resolver, mas agora congratule-se por não haver até ao momento um único caso de covid-19.

AC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project