AMBIENTE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão: Praga desconhecida compromete cultura de batata doce – agricultores 26 Julho 2021

A cultura da batata doce e do tomate em alguns vales agrícolas do concelho do Porto Novo, em Santo Antão, está a ser comprometida por uma praga desconhecida, segundo o alerta dos agricultores.

Santo Antão: Praga desconhecida compromete cultura de batata doce – agricultores

É o caso da Ribeira da Cruz, um dos vales mais produtivos deste município, onde, segundo o porta-voz dos agricultores, Edivaldo Neves, se debate com uma praga, cujo nome de desconhece ainda, que está a dizimar a cultura da batata doce, conforme noticia Inforpress.

"Como se bastassem os mil pés, os lavradores vêem-se, agora confrontados com esta nova praga que está a comprometer a produção da batata doce, avançou este produtor agrícola", cita a mesma fonte.

Alto Mira é outro vale afetado por uma praga desconhecida, que está, por sua vez, a atacar o tomate, alertou este domingo, 25,, o presidente da associação local dos agricultores, Aderlino Fortes, que se referiu também, à praga dos mil pés que têm condicionado a produção de batatas (doce e comum).

Este responsável disse à Inforpress que os agricultores e os técnicos do Ministério da Agricultura e Ambiente estão a tentar identificar a praga que está a comprometer a cultura do tomate em Alto Mira, para o “desalento” dos agricultores.

Sabe-se ainda que Porto Novo dispõe, há década e meia, de uma outra praga, a traça do tomateiro, que tem destruído a cultura do tomate e couve nos vales da Ribeira Fria, Ribeira dos Bodes e Casa de Meio, segundo os agricultores.

O representante dos agricultores na Ribeira Fria, Adilson Gomes, explica que esta praga ataca o tomate, sobretudo no período mais quente, provocando “enormes prejuízos” aos produtores.

Apesar das pragas, com destaque para os mil pés, os agricultores porto-novenses têm estado a diversificar a sua produção, sendo Porto Novo considerado pelo Ministério da Agricultura e Ambiente “um importante produtor” de batata comum, cenoura, inhame e tomate.

"Martiene e Tarrafal de Monte Trigo, onde ainda não existem mil pés, destacam-se na produção da batata comum e inhame, respetivamente, enquanto Ribeira da Cruz e Ribeira Fria se distinguem na produção de cenoura e tomate", escreve a nossa fonte.

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    publicidade

    Newsletter

    Abonnement

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project