Legislativas 2021

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão: Candidaturas acreditam no potencial do turismo na ilha e almejam melhorias no setor 09 Abril 2021

Os cabeças de listas dos três partidos (MpD, PAICV e UCID) a concorrer para o circulo eleitoral de Santo Antão apostam na diversificação de investimentos no setor turistico, a visar capitalizar e consolidar o enorme potencial turistico da ilha das montanhas, atraindo, assim, mais turistas, para aquelas paragens no norte do país.

Santo Antão: Candidaturas acreditam no potencial do turismo na ilha e almejam melhorias no setor

A UCID aposta num turismo mais diversificado para atrair mais estrangeiros
O cabeça de lista da UCID, José da Graça, destaca Santo Antão como sendo talvez a ilha “mais conhecida a nível internacional” relativamente ao conjunto de "potencialidades endógenas que apresenta para um turismo diferenciado, comparativamente às outras ilhas.

“Nesta ilha nós podemos oferecer um turismo de sol e praia, assim como podemos oferecer um turismo ecológico, de habitação”, frisa o candidato que destaca ainda a pretenção do seu partido em apostar na exploração de outras ofertas, nomeadamente o alpinismo, turismo de mergulho, já que temos um “fundo do mar riquíssimo”.

Mas para isso, segundo Graça, em Santo Antão o hotel tem que ser “itinerante” e "não se pode pensar que um turista que vai sair para a ilha e depois voltar para dormir numa cidade". Com isso, a melhor aposta, salienta, seria as casas de dormidas que podem ser espalhadas por diversas comunidades e bem integradas e dessa forma o gasto do turista estará a servir realmente as pessoas da ilha.

NEsta quinta-feira, Graça e a sua comitiva estiveram em contatos porta-a-porta com os eleitores da localidade de Ribeira dos Bodes, zona com potencialidades turísticas.

Na mesma linha do aproveitamento do potencial turístico da ilha, o PAICV, através da sua cabeça de lista, Rosa Rocha, enfatiza as várias vertentes a consolidar, em especial, o turismo de montanha, turismo gastronómico, cultural e científico.

Daí que a sua plataforma eleitoral contemple apostas na restauração de paisagens do meio rural como dos caminhos vicinais e realça que “é para isso que serve o fundo do turismo”. Para um turismo e serviços de qualidade, segundo Rocha, há também que investir forte na formação e capacitação dos profissionais do setor.

Uma outra vertente que a candidata destacou tem a ver com os transportes marítimo e aéreo, sobretudo, melhorar a ligação entre a ilha de Santo Antão e outras ilhas “por forma a garantir acessibilidade” à ilha das montanhas.

Porém, o PAICV entende que "antes de se pensar em atrair turistas para a ilha há que criar as condições" básicas e infraestruturais para tal. Daí que o partido liderado por Janira Hopffer Almada pretenda solucionar os problemas de Saneamento básico, sobretudo, das lixeiras de Ribeira Grande e Paúl que, segundo Rosa, têm provocado um impacto negativo no turismo.

Nesta sexta-feira, a comitiva do PAICV levou as suas mensagens às populações das zonas agrícolas e piscatórias de Janela.

MpD foca em quatro pontos essenciais para desenvolver o turismo a nível nacional

O cabeça de lista do Movimento para a Democracia, Jorge Santos, argumenta que o turismo é uma das áreas económicas que mais se desenvolveu na última década em Cabo Verde e lembra que antes da pandemia do COVID-19, em 2019, o país já recebia à volta de 900 mil turistas por ano e no caso de Santo Antão, em particular, 50 mil.

Nisso, o Movimento para a Democracia quer desenvolver quatro pontos importantes deste setor a nível nacional. Para permitir a chegada fácil dos turistas e dos voos, o MpD quer apostar na Infraestruturação do país com a construção dos Aeroportos internacionais de Santo Antão e do Maio, a ampliação do aeroporto da Boavista e adequação e modernização do aeroporto de São Vicente, sendo que já na fase final está o aeroporto do Sal.

A Formação profissional de jovens através da Escola de Hotelaria e Turismo da Praia, e dos centros da Boavista, do Sal, Santo Antão de São Vicente, São Nicolau, entre outros, é outra das apostas do partido ventoinha.

O partido "quer arriscar na criação da `Marca Cabo Verde´” através da qualidade do nosso turismo sol-praia, do turismo desportivo náutico, o mergulho, da pesca desportiva e toda a atividade subaquática. Da "criação de condições financeiras para o investimento a nível do turismo através do empreendedorismo jovem, que sejam internacionais ou nacionais, para o desenvolvimento da sua ideia de negocio e implementação de projetos”, conclui Jorge Santos.

Esta sexta-feira, a caravana do MpD esteve em contactos com a população de Figueiras e Ribeira Alta.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados, em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

AC/Redação

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project