ACTUALIDADE

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

Santo Antão vive períodos críticos e difíceis devido à problemática da seca – autarca do Porto Novo 17 Maio 2022

Santo Antão vive “períodos críticos e difíceis” por causa da seca que atinge esta ilha há cinco anos seguidos, mas também da pandemia de covid-19 que tem criado “desafios maiores” aos santantonenses.

Santo Antão vive períodos críticos e difíceis devido à problemática da seca – autarca do Porto Novo

O alerta foi feito hoje pelo presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, Aníbal Fonseca, no acto de abertura do simpósio sobre “Sistemas Alimentares Sustentáveis em Santo Antão” promovido pela Associação dos Amigos da Natureza (AAN) e o Centro de Estudos Rurais e Agricultura Internacional (CERAI).

Segundo este autarca, a guerra na Ucrânia acabou por agravar a situação, já que ameaça os sistemas alimentares, sobretudo os mais frágeis, como é o caso de Cabo Verde.

Em Santo Antão, segundo Aníbal Fonseca, tem-se constatado situações em que, por um lado, há “pessoas com carência alimentar séria” e, por outro, “há perdas, e muitas vezes até desperdícios, de alimentos”.

O edil porto-novense destaca o caso que se verificou em 2021 no concelho do Porto Novo, onde houve perdas de culturas diversas, como tomate, cenoura e manga e, por outro lado, havia “populações com carências graves e sérias de alimentação adequada”.

“Há que estabelecer relações que permitem que os alimentos disponíveis cheguem a todos, sobretudo aos mais necessitados, em condições adequadas”, declarou o presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão.

A seca que fustiga Santo Antão, adiantou, tem impacto ainda na disponibilidade de água para o consumo e para a agricultura, o que tem provocado “oscilação constante dos preços dos bens alimentares” com reflexo directo na qualidade de vida das famílias, fazendo com que exista a “situação de carência alimentar” nesta ilha.

O simpósio sobre “Sistemas Alimentares Sustentáveis em Santo Antão”, com duração de dois dias, arrancou esta terça-feira, 17, na cidade Porto Novo, está a debater aspectos como nutrição, consumo e acesso aos alimentos, bem como sistema alimentar local.

Governar e transformar os sistemas alimentares para garantir o direito humano à alimentação adequada e sustentabilidade dos sistemas alimentares: paradigmas, boas práticas e oportunidades são outros temos constantes do programa do simpósio, organizado pela AAN e CERAI.

O evento realiza-se no âmbito do projecto “Aliança para o Direito Humano à Alimentação Adequada e Iniciativas de Empoderamento de Jovens e Mulheres Rurais”, co-financiado pela União Europeia e pelo Governo e implementado pela AAN, CERAI e pelo Secretariado Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SNSAN), contando com a parceria das câmaras municipais. A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project