CORREIO DAS ILHAS

A SEMANA : Primeiro diário caboverdiano em linha

São Filipe: Casa do Munícipe de Patim entra em funcionamento para servir população da zona sul 15 Janeiro 2022

A Casa do Munícipe de Patim entrará em funcionamento a partir de segunda-feira, 17, para servir toda a população da zona sul do município de São Filipe.

São Filipe: Casa do Munícipe de Patim entra em funcionamento para servir população da zona sul

Ao presidir na sexta-feira o acto da abertura da Casa do Munícipe, que surgiu da transformação da delegação municipal de modo a prestar um conjunto de serviços camarários e de outras instituições, o presidente da câmara de São Filipe, Nuías Silva, disse que o acto marca aquilo que é o desenvolvimento que se quer para o município.

“Patim foi elevado à categoria de vila há alguns anos, mas não tinha os serviços que uma vila requer”, referiu o edil, lembrando que uma das principais responsabilidades das autoridades administrativas e locais é dialogar com instituições governamentais para desconcentrar e descentralizar serviços para outros espaços territoriais.

A ideia com o conceito da Casa do munícipe, segundo Nuías Silva, é congregar no único espaço os serviços administrativos que são prestados, tradicionalmente, em espaços diferentes, para permitir levar serviços mais próximos dos munícipes, reduzindo o tempo e poupando recursos nas deslocações.

O autarca avançou ainda que o espaço, que começa a funcionar no dia 17 de Janeiro, dispõe de serviços bancários, através de uma máquina ATM, serviços de transferências de dinheiro (receber e enviar) com funcionamento de um balcão avançado dos Correios de Cabo Verde, levantamento de encomenda, pagamento da pensão, todos os serviços camarários, desde pedido de planta, entrega de projectos, pagamentos de impostos.

Igualmente disponibiliza o serviço das empresas de electricidade, Electra e da água, Águabrava, nomeadamente do pagamento das facturas de consumo de energia e de água, assim como os serviços de microcrédito através de um balcão da Cooperativa de microcrédito, Soldifogo.

O delegado municipal fará atendimento aos munícipes e semanalmente um vereador deslocar-se-á a Patim para audiência, enquanto o presidente estará no espaço mensalmente para audiências aos munícipes da zona sul.

No próximo mês, anunciou o Presidente da Câmara, vai-se iniciar o processo da instalação da Casa do Munícipe da zona norte, que vai situar-se na vila de Ponta Verde, que entrará em funcionamento por ocasião das festas do dia do município de São Filipe.

Para este ano, a autarquia pretende realizar um projecto de requalificação urbana das duas vilas visando o ordenamento e normalização do uso e ocupação do solo de modo a contribuir para a melhoria da infraestrutura social e urbana para que os munícipes suportem as mudanças decorrentes do aumento populacional.

Além de contribuir para a melhoria da infraestrutura social e urbana, a requalificação tem igualmente por finalidade incentivar a expansão de alguns serviços públicos e privados para essas vilas, melhorar a circulação dos veículos e transeuntes, entre outros.

Para a zona sul, anunciou Nuías Silva, que no quadro do programa reabilitação e construção de infraestruturas da rede escolar, a câmara vai lançar, dentro de dois meses, a primeira pedra para a construção da escola e a placa desportiva de Jardim/Batente, infraestruturas aguardadas há muito, mas que a edilidade já mobilizou o dinheiro e as capacidades para começar a obra.

Nuías Silva referiu ainda que os vereadores do Desporto, da Infraestruturação e da Administração estão num processo negocial com um proprietário, um lote de terreno perto de Patim (Achada nha Antónia) para a construção do futuro estádio de futebol (de centro Sul de São Filipe), assegurando que se a negociação avançar, em 2023 será construída esta infraestrutura desportiva.

Igualmente, o autarca avançou que a câmara está a negociar com um emigrante radicado nos Estados Unidos, um lote de terreno para a construção, ainda este ano se o processo da venda avançar, de uma praça com equipamentos de parque infantil para as crianças.

Tratando-se a zona sul de uma área de forte tradição pecuária, Nuías Silva informou os criadores que a câmara está ciente das várias dificuldades por que passam e que está a trabalhar, junto do Governo na solução dos transportes, para que brevemente, os mesmos possam ter mais milho e ração animal.

Igualmente está a trabalhar junto da Águabrava para resolução de algumas pendências, em relação à ligação de água, para agricultura e pecuária.

Alguns munícipes manifestaram-se satisfeitos com a abertura da Casa do Munícipe e dos benefícios que a mesma irá trazer, mas mostram-se preocupados com a situação de trânsito e, porque as viaturas circulam em velocidade excessiva, pedem a construção de pelo menos quatro quebra-molas, sendo três na via principal (Canal) e uma na via para Monte Grande (Patim de Cima).

Neste momento, a vila de Patim dispõe de um polo do ensino secundário com sétimo e oitavo anos, com presença de alunos das várias localidades circunvizinhas, desde Curral Ochô (norte) até Monte Largo (sul). A Semana com Inforpress

Os artigos mais recentes

100% Prático

publicidade


  • Mediateca
    Cap-vert

    Uhau

    Uhau

    blogs

    Copyright 2018 ASemana Online | Crédito: AK-Project